Dicionário ballet clássico (com vídeos e fotos)

Saber os nomes dos passos, os significados é muito importante para que possamos acompanhar as aulas e entender alguns porquês enquanto praticamos os passos.
O dicionário trás os nomes dos passos, algumas fotos e vídeos que ajudarão no entendimento.
Adágio
[do Italiano Agio: "à vontade", adágio significa "muito lento."]. Movimento lento sustentado com ênfase nas posições e no equilíbrio.

No ballet esta palavra pode ser usada em duas ocasiões:

1) Numa série de exercícios constituído de uma sucessão de movimentos lentos e graciosos que podem ser simples ou de caráter muito complexo, executados com fluidez e aparente facilidade. Estes exercícios desenvolvem a capacidade de sustentação, a estética, o equilíbrio e a pose correta, o que permite ao bailarino executar movimentos graciosos e certos. Os principais passos do adágio são pliés, développés, grand fouettés en tournant, dégagés, grands rond de jambes, rond de jambe en l'air, coupés, battements tendus, attitudes, arabesques, preparação para piruetas e piruetas.


2) a abertura do clássico pas-de-deux no qual a bailarina, ajudada pelo parceiro masculino, executa os movimentos lentos e o bailarino levanta, sustenta ou transporta a bailarina. Esta, assim amparada, pode então exibir sua graça, sua linha e seu perfeito equilíbrio, executando développés, piruetas, arabesques etc., e consegue combinações de passos e poses que seriam impossíveis sem a ajuda do partner.



Air, en No ar. Indica que o movimento é feito no ar, como "rond de jamb en l’air".



[italiano: "feliz", na música, "rápido"]. Alegre e animado, incluindo todas as etapas de elevação, tais como entrechat, cabriloe, assemble, jetè – basicamente saltos e curvas. A maioria dos balé é Allegro – com as qualidades mais importantes é ter leveza, suavidade e estilo. Normalmente dividido em petit [ "pouco"] Allegro e grand [ "grande"] Allegro. As qualidades mais importantes que se deve ter em mira num allegro são a leveza, a suavidade, o balanço e a vivacidade. 


Allongé 
Alongado, estendido, esticado. Quando a gente alonga um pouco mais o braço e a perna num arabesque, antes de fechar estamos fazendo um movimento Allongé. Outro exemplo é a quarta allongé.





















[ "Árabe"]. Uma posição do corpo com uma perna esticada para fora para a parte traseira voltada para fora e ao mesmo tempo mantendo a parte superior do corpo reta e levantada, sendo que os braços estão estendidos em várias posições harmoniosas criando a linha mais longa possível da ponta dos dedos da mão à dos pés. Os ombros devem ser mantidos retos em frente à linha de direção. Os arabesques são geralmente empregados para concluir uma fase de passos, tanto nos movimentos lentos do adágio como nos movimentos vivos e alegres do allegro.

Tem-se o primeiro, segundo, terceiro arabesques e o arabesque croisé.
O que define os primeiros, segundo e terceiros é a posição dos braços e o croisé é o alinhamento do corpo


Arrière, en - Clique aqui e leia mais sobre En arrière
[ "para trás"]. A direção para a execução de um passo ou  sequencia. Esta palavra é usada para indicar o passo que é executado para afastarmos do público.

[ "montados ou unidas"]. Um passo em que o trabalho de pé deslizam bem ao longo do chão antes de ser arrastado para o ar. Como o pé vai para o ar a dançarina empurra fora do chão com as pernas, que prorroga o apoio dos pés -, então ambas as pernas se juntam ao chão simultaneamente em quinta posição.


Attitude
Uma determinada pose do ballet tirada por Carlo Blasis da estátua de Mercúrio por Jean Bologne. 
É uma posição numa perna só com a outra levantada para trás com o joelho dobrado num ângulo de 
noventa graus e bem virada para fora para que o joelho fique mais alto do que o pé. 
O pé de apoio pode ser à terre, sur la pointe ou demi-pointe. O braço do lado da perna levantada é 
mantido por cima da cabeça numa posição curva enquanto que o outro é estendido para o lado. 
O attitude também pode ser com a perna levantada para a frente




















[ "frente"]. A direção para a execução de uma medida utilizada para indicar que o passo dado é executado em frente em direção à platéia.

[ "balançar"]. Uma valsa deslocando o peso de um pé para o outro. Para um equilíbrio para a direita, comece na quinta posição. Na contagem de 1-2-3, pé direito vai para o lado e o peso é transferido para ele (1). Imediatamente o pé esquerdo e direito para trás e transferir o peso para a bola do pé esquerdo, enquanto elevando-se sobre ele (2). Coloque o seu peso para trás com o pé direito plano no chão (3). Uma balança para um lado é quase sempre seguido por um equilíbrio para o outro lado. Também pode ser feito para a frente e para trás ou girando.

Balançoire
[ "como uma gangorra"]. Este termo é aplicado para as grandes battement quando executado com um movimento oscilante contínua ao longo da primeira posição para a quarta posição à frente e para trás. O bailarino agita energicamente o trabalho das perna para frente e para trás; balançoires não exigem que o corpo se realiza reto.  O movimento é o mesmo que en cloche.


Balloné
Pulando como uma bola. O bailarino pula executando simultaneamente 
um battement depois cai em demi-plié na perna de sustentação. Pode ser feito em muitos sentidos diferentes.

Ballotté
[ "jogou"]. Um salto. Comece pelo 5o, na perna direita dianteira. Reta para cima com ambas as pernas bem realizada em conjunto, como o corpo começa a inclinar ligeiramente para trás no ápice do salto. O corpo cai sobre o pé esquerdo, enquanto o direito é jogado aberto à frente. Repita para trás, com uma ligeira inclinação para a frente no ápice do salto. A Escola Francesa termos este passo “jetè bateau”.



[ "barra"]. 1. A Barra, altura cerca de cintura alta, ao longo da parede de um estúdio. Usado por dançarinos para se apoiarem e fazerem os exercícios na primeira parte da aula. 2. A primeira parte do balé classe, que consiste de exercícios feitos com a ajuda da barra.

Barre á Terre
Os exercícios do ballet feitos no solo potencializam o desenvolvimento muscular nas regiões do abdômen, pernas e costas, possibilitando concentrar a força dos movimentos nas musculaturas certas, não desperdiçando energia, e sim promovendo maior tônus sem rigidez. Este exercício foi criado para a recuperação de bailarinos machucados e se tornou um dos grandes facilitadores para o desenvolvimento muscular por aliar exercícios de ballet com alongamentos.

Battement
[ "bater"]. Um termo genérico para vários movimentos em que a perna está estendida e depois retornou. Ver grand battement e petit battement. Esta é também uma dessas palavras (como pas e tempo), que são freqüentemente omitida e compreendida; assim, por exemplo, é a abreviação de frappe que é battement frappe, etc. A única exceção a isso é battement tendu.

Batterie
[ "espancado passos]. Um termo coletivo significado todo o vocabulário de batidas. Qualquer movimento em que o bater pernas juntas ou uma perna bate contra os outros.


Battu
Batido. Qualquer passo embelezado com uma batida é chamado de pas battu. 
Exemplo: assemblé battu.


Bras bas
Braços baixos. Esta posição é o atenção dos bailarinos. 
Os braços formam um círculo com as palmas da mão de frente uma para a outra e as costas das mãos repousando nas coxas. Os braços devem ficar pendurados livremente mas sem permitir que os cotovelos toquem no corpo.



















Brisé
Partido. É feito dessus, dessous, en avant e en arrière. Fundamentalmente, um brisé é assemblé batido em movimento. A perna em movimento arrasta-se da quinta posição para a segunda en l'air de forma que a ponta do pé fique a alguns centímetros do chão, bate na frente ou atrás da outra perna que se deslocou ao encontro dela, 
em seguida ambos os pés voltam ao chão simultaneamente em demi-plié na quinta posição.

Brisé volé
Este brisé é terminado com o pé de apoio no plié e a outra perna cruzada frente ou para trás.


Cabriole
Um passo de elevação em que a prorrogação das pernas são espancados no ar. O trabalho é essencial das pernas para o ar e as pernas embaixo segue e bate contra a primeira perna enviando-o mais elevado. O desembarque é feito sobre a perna debaixo.

Cambré
Arqueado. Dobrar o corpo a partir da cintura, para a frente, pra trás ou pra os lados, 
a cabeça acompanha o movimento.



















Chainés/ Chenes
[ "cadeias, ligações"]. Uma série de voltas rápidas em metade ou cheio ponto com as pernas em uma apertada primeira posição, girando na meia ponta dos pés ou nas pontas. Feito um após o outro estando “presos” em conjunto.

Changement
[ "mudança dos pés"]. Um salto, para cima, a partir de quinta posição com um pé na frente e desembarque na quinta posição com o outro pé na frente.


Chasse
[ "perseguiu"]. Um passo deslizando. A perna desliza para fora; colocando o peso na perna de trabalho e tirar a outra perna para andar junto a ele. Um pé literalmente persegue o outro em um gracioso lateralmente galope como passo.


Ciseaux
Um movimento em forma de tesoura abrindo-se as pernas numa posição ampla e en l'air cortando com ambas o ar, cruzando com um movimento brusco uma das pernas levando-a esticada da frente para trás.

Cloche
O pé passa da frente para trás através da primeira posição, seja num jeté ou tendue, por exemplo. 


Colle
[ "Aderentes, grudados"]. Ambas as pernas são mantidas bem em conjunto, em meados de ar em um tempo de sauté.

Contratempo
Um passo composto consistindo de coupé dessous, en avant CHASSE, ferme, leve e CHASSE temps passé croisè en avant. É um passo muito útil para andar para o lado.

Corpo de baile
[ "corpo do ballet"]. Bailarinos que não aparecem como solistas.

Cou-de-pied, sur le
[ "sobre o colo do pé"]. Na escola russa, o pé é, na realidade, envolto no tornozelo, com o calcanhar para frente e os dedos para trás.

Coupé
[ "corte"]. Um pequeno passo intermediário feito como uma preparação para uma outra etapa.


Couru
[ "correr"]. Um gracioso passo de balé. Corridinha na 5ª posição.


Croisé
[ "atravessada"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos da frente com as pernas cruzadas.



















Croix, en
[ "(no formulário de) uma cruz"]. Normalmente aplicado aos exercícios na barra: o exercício é feito primeiro com a perna de trabalho que se deslocam para frente, depois para o lado e atrás e lado.

Dèboulès/ Chainé
 [ "material como uma bola"]. Uma série de demi-tours realizados alternadamente em cada pé a avançar em uma única direção. 

Dedans, En
Para dentro. Em passos e exercícios o termo en dedans indica que a perna, à terre ou en l'air, se mexe em movimento circular em sentido anti-horário de trás pra frente. Por exemplo, em rond de jambe à terre en dedas. Em pirouettes o termo indica que a pirouette é feito para dentro em relação à perna de base.

Para fora. Em passos e exercícios o termo en dehors indica que a perna, à terre ou en l'air, move em uma direção circular, em sentido horário de frente pra trás. Por exemplo, em rond de jambe à terre en dehors. Em pirouettes o termo indica que uma pirouette é executada com a perna bem aberta, para fora.

Dégagé
[ "destacar"]. Um movimento ou a posição em que a perna é levantada do piso. É o apontador do pé em uma posição aberta com um pleno colo de pé. Não há transferência de peso.

Demi-bras
Braços baixos.

[ "pequena dobra  dos joelhos"]. Todos os passos de elevação começam e terminam com um demi-pliè.


Derrière
[ "atrás"]. Dirigida por trás do corpo. A referência do derrière implica que o trabalho está encerrado com o pé atrás.

Dessous
[ "em"]. Indica que o pé de trabalho passa por trás do apoio pé.

Dessus
[ "sobre"]. Indica que o pé de trabalho passa na frente do pé de apoio.

Détiré
Destender. Uma esticada da perna sustentando-a pelo calcanhar com a mesma mão 
correspondente à perna em movimento. Este exercício é feito geralmente na barra.



















Détourné
[ "desviados"]. Um bom turno feito pelo giro sobre os pés no relevé.

Devant
[ "à frente"]. Dirigida à frente do corpo.

Develope
[ "desenvolvido"]. Um movimento em que o trabalho é elaborado a perna do joelho da perna de apoio e de lá sem problemas para uma posição fora do ar, normalmente em 90 graus (ou seja, paralelo ao chão).


Diagonal, en
[ 'em uma diagonal']. Indica que um passo é feito em uma direção diagonal. Uma parte da aula de ballet.

Écarté
[ "separados"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos da frente de trabalho com a perna na segunda posição. O corpo se inclina ligeiramente afastado do trabalho perna. O braço do lado do trabalho que se coloca é a perna, o braço do lado da perna de apoio está em segunda. Se o trabalho da perna e braço levantados são (para o público), este é écarté devant; se for fragmentário, isto é écarté derrière.




















échappé
[ "escapar"]. Um movimento em que o movimento de pernas passa da quinta posição para a segunda posição, ou, ocasionalmente, a quarta posição.
efface: [ "apagados"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos com as pernas cruzadas. O braço é normalmente levantado nesta posição, para que o rosto é protegido, ou apagados, daí o nome.

Elevé
[ "elevados"]. Subida na ponta ou na meia ponta sem plie.


Emboité
[ "encaixado"]. Iniciar, na 5ª posição; assumir a perna direita que está na frente. No chão com o pé direito com a perna esquerda ligeiramente curvada e do pé esquerdo na frente do tornozelo direito. Normalmente repetida para o outro lado: saltar de pé direito para o esquerdo e terra com pé direito na frente do tornozelo esquerdo.

En face
[ "de frente"]. Uma posição no palco diretamente virada para frente, em direção à platéia.

Enchaînement
[ "encadeamento"]. Uma série de medidas ligadas (preso) em conjunto.

Entrechat
[ "trançado, interligados"]. Um salto em que a dançarina com as pernas cruzadas na quinta posição faz o movomento de cruz com os pés várias vezes no ar. O número de passagens é indicado por um número após a palavra, e cada passagem é contado duas vezes (uma vez para sair da quinta e uma vez para retornar).

Enveloppe
[ "envelopado"]. A rotação do corpo transformando no campo de jogo na perna de apoio, enquanto a outra perna rcolhe em movimento. Ela é usada como uma preparação para a execução da pirueta e passos como jete ou CHASSE.

épaulement
[ "tomada"]. Rotação dos ombros e cabeça (em relação ao quadril) para acrescentar beleza ou expressividade para uma pose, passo a passo, ou movimento.

Failli
Falho. Um movimento rápido feito em um só tempo. De um demi-plié na quinta posição, 
pula com os pés juntos e, no ar, vira-se deixando o ombro esquerdo para a frente. No ar, a perna de trás 
abre para trás e, ao cair, escorrega para a frente, enquanto a perna da frente fica em demi-plié.

Flic-flac
A preparação desse passo é um tendue à la seconde sendo que a perna de apoio está em demi-plié. 
A perna do tendue cruza para trás da outra perna enquanto esta se levanta para girar, 
depois dá uma raspada no chão, e fecha em coupé.


Descida, derretido. Um termo utilizado para descrever a baixa do nível do corpo 
através da dobradura dos joelhos da perna de base. Saint-Léon escreveu "Fondu é em uma perna 
enquanto plié é em duas". Em alguns instantes o termo fondu também é utilizado para descrever 
a finalização de um passo quando a perna que está trabalhando vai ao chão em um movimento suave.


Um passo giratório, geralmente feito em série, onde a perna que está trabalhando 
é jogada para o lado em rond de jambe (vide) e enquanto o dançarino gira sobre a perna de base, 
mantendo a perna elevada. Os 32 fouettes executado por Odile em "O Lago dos Cisnes", 
3º Ato são a mostra o toque da virtuosidade feminina.


Frappé
Batido ou bater.

Gargouillade
Também chamado rond de jambe double. O passo é um pas de chat com um 
rond de jambe en l'air, este último feito com a perna que pula primeiro.

Glissade 
Deslizamento. Um passo onde, da quinta posição em demi-plié, é feito um jeté à la seconde 
com a perna da frente, tomando impulso para um pequeno salto onde a perna de trás fecha na frente.



Jeté 
Jogado, atirado. Um pulo de uma perna para qualquer direção. 
Existem vários tipos de jetés: grand jeté, jeté fondu, fermé de coté, en tournant e vários outros. 

Pas de basque
Passo de Basque. Um passo característico das danças tradicionais dos bascos. 
É um passo alternado em três tempos com um movimento largo de lado a lado. 
O movimento pode ser feito sauté ou glissé deslizado.

Pas de bourée
Existem vários tipos de pas de bourée, mas basicamente consiste em, de uma posição qualquer, 
o pé de trás pisar em demi-pointe ou sur les pointes onde estava, para então a outra perna 
se dirigir para o seu lado, pisando em seguida no chão e sustentando a outra perna, 
que vai de encontro à esta para fechar em 5ª posição. 


Pas de chat 
Um salto rápido e preciso, fechado em quinta ou em terceira posição. Através de um demi-plié, 
as duas pernas pulam e ficam dobradas no ar ao mesmo tempo que avançam de lugar. Os pés permanecem esticados. 


Pas de cheval
Passo de cavalo. Consiste em "raspar" a ponta do pé esticado no chão, 
pulando graciosamente quando mudar de perna.



















Pas de deux, Grand
Dança a dois. Diferente do pas de deux simples que tem uma estrutura definida. 
Em regra geral o grand pas de deux divide-se em cinco partes: Entrée, Adage, Variation para o bailarino, 
Variation para a bailarina e o Coda, no qual os dois dançam juntos.


Pas marché
Passo de marcha. O termo significa um andar altivo e nobre. Quinta posição, pé direito à frente. 
Faça um developpé para a frente com o pé direito, coloque-o no chão em demi-plié, 
quarta posição e continue alternando as pernas. 

Um movimento auxiliar no qual o pé da perna que está em movimento passa pelo 
joelho da perna de apoio, de uma posição para outra.


Passo da valsa. É feito com um gracioso balanço do corpo e diversos movimentos com o braço. Pode ser feito de frente ou en tournant.

Penchée, Penché
Inclinar para a frente, levantando a perna de trás, e fazendo o possível para as costas não descerem. No arabesque penché, o corpo deve formar uma linha reta.

Piqué
Nesse passo deve-se tocar diretamente com a pointe ou demi-pointe do pé que está em movimento em qualquer direção ou posição desejada com o outro pé suspenso no ar.


Rodopiar ou girar rapidamente. Uma volta completa do corpo sobre um pé em demi-pointe ou pointe, sendo conseguida a força impulsora pela combinação de um plié com movimento de cabeça (spotting).
Plié - Uma dobra de joelhos ou joelho. Este exercício torna as juntas e os músculos mais flexíveis 
e maleáveis bem como tendões mais elásticos. Existe o plié, que é uma dobra não muito acentuada dos joelhos, 
e o grand plié, onde a dobra dos joelhos é bem acentuada, levantando os calcanhares 
quando já perto do chão na 1ª, 3ª e 5ª posição.



Pointe
A ponta do pé. As mulheres, e raramente os homens, dançam sobre a ponta dos pés em sapatilhas. A introdução dessa técnica no início do século XIX tornou possível o desenvolvimento da virtuosidade feminina, como múltiplos fouettés e sustento em uma só perna. Meia ponta é quando o (a) dançarino (a) se eleva com os dedos tocando o chão e o resto do pé elevado.

Port de bras
1) um movimento ou série de movimentos feitos com um braço ou braços em diversas posições. 
A passagem dos braços de uma posição para outra. 
2) termo para um grupo de exercícios que torna o movimento dos braços mais gracioso e harmonioso.

Promenade
Indica que a bailarina roda vagarosamente em um pé sur place com um ligeiro movimento do calcanhar para o lado desejado mantendo uma pose definida.


Elevado. Uma elevação do corpo em pontas ou meia pontas, ponta ou mei -ponta. 
Há duas maneiras de execução para o relevé. Na Escola Francesa, relevé é feito suavemente, 
uma contínua elevação enquanto Cecchetti e a Escola Russa o usavam como um passo ágil. 
Relevé deve ser feito em primeira, segunda, quarta e quinta posição, 
en attitude, en arabesque, devant, derriére, en tournant, passé en avant, passé en arriére e assim por diante.


Retiré
Uma posição na qual a coxa é levantada para cima de modo que 
a ponta do pé fique encostada levemente no joelho. 

Movimento da perna em círculo. Ronds de jambe são usados como exercícios na barra, no centro e em adágio e são feitos à terre ou en l'air e pode ser sauté ou relevé. 


Seconde, A la
Em segunda. Termo para indicar que o pé deve ser ou 
está colocado na segunda posição ou que está ao lado. 




















Sissone
Um salto dos pés caindo em um pé com a perna trabalhada estendida para o lado,
frente ou atrás num movimento parecido com o de uma tesoura.

Soubressaut
Um salto dado da quinta posição para frente (en avant, croisé ou ouvert en avant). Quando o corpo está no ar os joelhos e as pontas estão esticadas, o pé da frente deve esconder o pé de trás. Caia simultaneamente com os dois pés na quinta posição com o mesmo pé à frente que iniciou o salto.



Sous-sous
Sous-sous é um relevé na quinta posição. Os pés devem ficar bem juntos no momento de se levantar nas pointes ou demi-pointes.


Spotting
Este termo é dado ao movimento da cabeça em pirouettes, déboulés, 
fouetté ronds de jambe en tournant, etc. Nessas voltas a bailarina escolhe um ponto fixo à frente e 
ao rodar a cabeça deve fixar sempre o ponto de referência sendo a última a estar na direção deste 
ponto fixo e a primeira a se encontrar nesta direção enquanto o corpo completa a volta.
Este movimento muito rápido da cabeça dá a impressão de que o rosto está sempre virado para a frente,
evitando a tontura.


Temps levé 
Tempo levantado. Um temps levé consiste de um salto para cima e a volta para o mesmo lugar, 
sempre sobre uma perna só, com a outra em qualquer posição (na figura em coupe derriére); 
como em qualquer passo de salto inicia-se com o demi plié e também termina com o demi plié. 

Tendu - Clique aqui e leia sobre tendu
Ver battements.


Tombée
Termo usado para indicar que o corpo cai para frente ou para trás 
na perna de movimento num demi-plié.

Variation - Clique aqui e veja o TOP 10 variações femininas
Variação. Dança a um no ballet clássico.