Dicionário ballet clássico (com vídeos e fotos)

Saber os nomes dos passos, os significados é muito importante para que possamos acompanhar as aulas e entender alguns porquês enquanto praticamos os passos.
O dicionário trás os nomes dos passos, algumas fotos e vídeos que ajudarão no entendimento.


1 oito | 2 oitos | 3 oitos...

Contamos o compasso da música de 8 em 8 tempos. Quando contamos apenas uma vez até 8 falamos “1 oito”, quando contamos duas vezes “2 oitos” e assim por diante.

5,6,7 e 8

É igual 123 e já. Significa que vai começar. Como contamos o compasso musical de 8 em 8 tempos  quando puxamos o 5,6,7 e 8 é como se fosse o final de uma frase musical e dá entender que o começo será no 1.

45 graus – 90 graus – 180 graus

Estamos falando da altura que deve-se erguer a perna.

A

Abrir o joelho

Usa-se esta expressão para falar sobre en dehors. Os joelhos devem ficar para fora, acompanhando a direção dos pés, que também estarão para fora. Mas é importante explicar aos alunos que esta rotação começa na coxa. Não basta deixar apenas os pés ou joelhos em en dehors, sem tentar rotacionar toda a coxa.

Accent

Acento. Em dança aplica-se o termo acento para a parte do movimento que coincide com parte acentuada no compasso da música.

À la quatrième

Posição corporal clássica em que o bailarino fica de frente para o público, en face. Derrière quando posiciona a perna de trabalho atrás e devant quando posiciona na frente.

Adágio
[do Italiano Agio: "à vontade", adágio significa "muito lento."]. Movimento lento sustentado com ênfase nas posições e no equilíbrio.

No ballet esta palavra pode ser usada em duas ocasiões:

1) Numa série de exercícios constituído de uma sucessão de movimentos lentos e graciosos que podem ser simples ou de caráter muito complexo, executados com fluidez e aparente facilidade. Estes exercícios desenvolvem a capacidade de sustentação, a estética, o equilíbrio e a pose correta, o que permite ao bailarino executar movimentos graciosos e certos. Os principais passos do adágio são pliés, développés, grand fouettés en tournant, dégagés, grands rond de jambes, rond de jambe en l'air, coupés, battements tendus, attitudes, arabesques, preparação para piruetas e piruetas.



2) a abertura do clássico pas-de-deux no qual a bailarina, ajudada pelo parceiro masculino, executa os movimentos lentos e o bailarino levanta, sustenta ou transporta a bailarina. Esta, assim amparada, pode então exibir sua graça, sua linha e seu perfeito equilíbrio, executando développés, piruetas, arabesques etc., e consegue combinações de passos e poses que seriam impossíveis sem a ajuda do partner. 



Air, en 

No ar. Indica que o movimento é feito no ar, como "rond de jamb en l’air".



Alinhamento

Referente ao alinhamento corporal.

[italiano: "feliz", na música, "rápido"]. Alegre e animado, incluindo todas as etapas de elevação, tais como entrechat, cabriloe, assemble, jetè – basicamente saltos e curvas. A maioria dos balé é Allegro – com as qualidades mais importantes é ter leveza, suavidade e estilo. Normalmente dividido em petit [ "pouco"] Allegro e grand [ "grande"] Allegro. As qualidades mais importantes que se deve ter em mira num allegro são a leveza, a suavidade, o balanço e a vivacidade. 



Allongé 

Alongado, estendido, esticado. Quando a gente alonga um pouco mais o braço e a perna num arabesque, antes de fechar estamos fazendo um movimento Allongé. Outro exemplo é a quarta allongé.

Aplomb

(APRUMO), Perpendicularidade; o controle da verticalidade.

Arabesque 
[ "Árabe"]. Uma posição do corpo com uma perna esticada para fora para a parte traseira voltada para fora e ao mesmo tempo mantendo a parte superior do corpo reta e levantada, sendo que os braços estão estendidos em várias posições harmoniosas criando a linha mais longa possível da ponta dos dedos da mão à dos pés. Os ombros devem ser mantidos retos em frente à linha de direção. Os arabesques são geralmente empregados para concluir uma fase de passos, tanto nos movimentos lentos do adágio como nos movimentos vivos e alegres do allegro.

Existem variações: arabesque à terre, arabesque fondue, arabesque sauté (temps levé em arabesque).

No vídeo abaixo os arabesques em ROYAL.
Tem-se o primeiro, segundo, terceiro arabesques e o arabesque croisé.
O que define os primeiros, segundo e terceiros é a posição dos braços e o croisé é o alinhamento do corpo.



Arrière, en - Clique aqui e leia mais sobre En arrière

[ "para trás"]. A direção para a execução de um passo ou  sequencia. Esta palavra é usada para indicar o passo que é executado para afastarmos do público.

Arrondi

Arredondado, curvo. 

[ "montados ou unidas"]. Um passo em que o trabalho de pé deslizam bem ao longo do chão antes de ser arrastado para o ar. Como o pé vai para o ar a dançarina empurra fora do chão com as pernas, que prorroga o apoio dos pés -, então ambas as pernas se juntam ao chão simultaneamente em quinta posição.


Ato

É cada uma das partes principais em que se divide uma peça de teatro ou um ballet.


De uma maneira mais completa ato é uma divisão marcada exteriormente por uma determinada duração, cortada ou não por uma pausa na representação que poderá permitir uma alteração de cenário, a mudança da indumentária dos bailarinos ou a entrada e saída de personagens.

Attitude

Uma determinada pose do ballet tirada por Carlo Blasis da estátua de Mercúrio por Jean Bologne. Uma das posições básicas do ballet.
É uma posição numa perna só com a outra levantada para trás com o joelho dobrado num ângulo de 
noventa graus e bem virada para fora para que o joelho fique mais alto do que o pé. 
O pé de apoio pode ser à terre, sur la pointe ou demi-pointe. 
O attitude também pode ser com a perna levantada para a frente



[ "frente"]. A direção para a execução de uma medida utilizada para indicar que o passo dado é executado em frente em direção à platéia.

B

[ "balançar"]. Uma valsa deslocando o peso de um pé para o outro. Para um equilíbrio para a direita, comece na quinta posição. Na contagem de 1-2-3, pé direito vai para o lado e o peso é transferido para ele (1). Imediatamente o pé esquerdo e direito para trás e transferir o peso para a bola do pé esquerdo, enquanto elevando-se sobre ele (2). Coloque o seu peso para trás com o pé direito plano no chão (3). Uma balança para um lado é quase sempre seguido por um equilíbrio para o outro lado. Também pode ser feito para a frente e para trás ou girando.

Balanchine, George (1904-1983)

George Balanchine, considerado o principal coreógrafo contemporâneo no mundo do balé. Criou mais de 400 ballets e é chamado de pai do ballet americano. Seu foco artístico eram ballets abstratos e neoclássicos. Também chama-se Balanchine o método de ensino utilizado por ele na escola do American Ballet.


Balançoire

[ "como uma gangorra"]. Este termo é aplicado para as grandes battement quando executado com um movimento oscilante contínua ao longo da primeira posição para a quarta posição à frente e para trás. O bailarino agita energicamente o trabalho das perna para frente e para trás; balançoires não exigem que o corpo se realiza reto.  O movimento é o mesmo que en cloche.


Ballet Branco

É o termo usado para identificar os ballets de repertório em que as bailarinas usam tutus românticos brancos. São exemplos de ballet brancos o Ballet La Sylphide, em que Eugène Lami criou o figurino para Marie Taglioni em 1930 e o segundo ato do ballet Giselle que é chamado de ato Branco.

Ballet de Cour

Ballet da corte, executados nos séculos XVI e XVII.

Ballet Romântico

O Ballet Romântico é definido inicialmente como um balé mais suave e com conotação romântica, um movimento ligado a arte e literatura dos mais antigos e que se consolidaram mais cedo na história do Balé.

Ballon

Bola. Salto com elasticidade. Pulo elástico. Este termo é usado para descrever o modo correto de dar saltos com sutentação e leveza no ballet, assim como o amortecimento do impacto no retorno ao solo.

Balloné, Pas

Pulando como uma bola. O bailarino pula executando simultaneamente.
um battement depois cai em demi-plié na perna de sustentação. Pode ser feito em muitos sentidos diferentes.

Ballotté, Pas

Passo bamboleado. Pode ser feito saltanto ou não. 



[ "barra"]. 1. A Barra, altura cerca de cintura alta, ao longo da parede de um estúdio. Usado por dançarinos para se apoiarem e fazerem os exercícios na primeira parte da aula.

2. A primeira parte do balé classe, que consiste de exercícios feitos com a ajuda da barra.

Barra á Terre

Os exercícios do ballet feitos no solo potencializam o desenvolvimento muscular nas regiões do abdômen, pernas e costas, possibilitando concentrar a força dos movimentos nas musculaturas certas, não desperdiçando energia, e sim promovendo maior tônus sem rigidez. Este exercício foi criado para a recuperação de bailarinos machucados e se tornou um dos grandes facilitadores para o desenvolvimento muscular por aliar exercícios de ballet com alongamentos.

Bas, en

Em baixo. Termo utilizado para indicar a posição baixa dos braços.

Battement

[ "bater"]. Um termo genérico para vários movimentos em que a perna está estendida e depois retornou. Ver grand battement e petit battement. Esta é também uma dessas palavras (como pas e tempo), que são freqüentemente omitida e compreendida; assim, por exemplo, é a abreviação de frappe que é battement frappe, etc. A única exceção a isso é battement tendu.

Batterie

Bateria [ "espancado passos]. Um termo coletivo significado todo o vocabulário de batidas. Qualquer movimento em que o bater pernas juntas ou uma perna bate contra os outros. Todos os saltos batidos são derivações  de saltos simples.


Battu

Batido. Qualquer passo embelezado com uma batida é chamado de pas battu. 
Exemplo: assemblé battu.


Boca de cena


Vão aberto na caixa cênica que define a máxima abertura do palco, que pode ser reduzida em altura e largura pela bambolina mestra e pelos reguladores.

Borboletinha

Sola do pé contra sola do pé, abrir e fechar as pernas como se fosse balançar das asas. Beijar cada hora uma asinha, brincando assim, ela está cansada de tanto voar e depois os pezinhos com a mão na frente dos pés.

Bras bas

Braços baixos. Esta posição é o atenção dos bailarinos. 
Os braços formam um círculo com as palmas da mão de frente uma para a outra e as costas das mãos repousando nas coxas. Os braços devem ficar pendurados livremente mas sem permitir que os cotovelos toquem no corpo.


Breu

O breu é uma forma sólida de resina de odor natural agradável e fresco, que nasce do cerne do tronco de uma árvore da Floresta Amazônica. Tem uma forte capacidade de aumento do atrito, que o torna adequado para aumentar a aderência e o controle. Usamos breu no ballet para evitar de escorregarmos.

Brisé

Partido. É feito dessus, dessous, en avant e en arrière. Fundamentalmente, um brisé é assemblé batido em movimento. A perna em movimento arrasta-se da quinta posição para a segunda en l'air de forma que a ponta do pé fique a alguns centímetros do chão, bate na frente ou atrás da outra perna que se deslocou ao encontro dela, 
em seguida ambos os pés voltam ao chão simultaneamente em demi-plié na quinta posição.

Brisé volé

Este brisé é terminado com o pé de apoio no plié e a outra perna cruzada frente ou para trás.


C


Um passo de elevação em que a prorrogação das pernas são espancados no ar. O trabalho é essencial das pernas para o ar e as pernas embaixo segue e bate contra a primeira perna enviando-o mais elevado. O desembarque é feito sobre a perna debaixo.

Arqueado. Dobrar o corpo a partir da cintura, para a frente, pra trás ou pra os lados, 
a cabeça acompanha o movimento.

Carão

Falamos que o bailarino (a) tem carão quando ele tem uma boa expressão facial quando dança. Muitas vezes o carão engana falhas técnicas.

Centro

Parte da aula na qual os exercícios são feitos no centro da sala.

Cecchetti

Método desenvolvido por Enrico Cecchetti na Rússia no início do século 20, o método Cecchetti foi definida na Escola de Ballet Imperial de São Petersburgo, na Rússia.

Chainés

[ "cadeias, ligações"]. Uma série de voltas rápidas em metade ou cheio ponto com as pernas em uma apertada primeira posição, girando na meia ponta dos pés ou nas pontas. Feito um após o outro estando “presos” em conjunto.

Changé

Trocar, mudar, alterar. Exemplo: Sissone changé.


[ "mudança dos pés"]. Um salto, para cima, a partir de quinta posição com um pé na frente e desembarque na quinta posição com o outro pé na frente.

Chassé

[ "perseguiu"]. Um passo deslizando. A perna desliza para fora; colocando o peso na perna de trabalho e tirar a outra perna para andar junto a ele. Um pé literalmente persegue o outro em um gracioso lateralmente galope como passo.


Ciseaux

Um movimento em forma de tesoura abrindo-se as pernas numa posição ampla e en l'air cortando com ambas o ar, cruzando com um movimento brusco uma das pernas levando-a esticada da frente para trás.

Cloche

O pé passa da frente para trás através da primeira posição, seja num jeté ou tendue, por exemplo. 


Coda

A coda é o segmento final de um grande pas de deux. Normalmente, é uma recapitulação dos segmentos anteriores da grande pas de deux, constituído por elementos que são característicos do adagio, variações, ou ambos, e termina durante um clímax musical grande.

Collé

[ "Aderentes, grudados"]. Ambas as pernas são mantidas bem em conjunto, em meados de ar em um tempo de sauté.

Contrapeso

Movimento em que o tronco se inclina em posição ascendente, alongando-se em um ângulo ligeiramente projetado para frente.

Contratempo

Um passo composto consistindo de coupé dessous, en avant CHASSÉ, ferme, leve e CHASSÉ temps passé croisè en avant. É um passo muito útil para andar para o lado.


A coreografia é o ato de projetar a dança.
O processo coreográfico tem como objetivo desenvolver ideias inovadoras de combinação de passos e movimentos, adequados ao ritmo da música escolhida e ao tema sugerido.

Corifeu

Na terminologia do bailado clássico, o Bailarino Corifeu é o que dança no corpo de baile mas pode também executar papéis de Solista. O Termo francês Choryphée provém do Grego e significa líder do Coro.

Corpo de baile

[ "corpo do ballet"]. Bailarinos que não aparecem como solistas.
Originalmente, o termo Corps de Ballet referia o corpo de bailarinos (Le Corps de Danseur) que faziam parte de uma companhia de bailado. Hoje em dia o termo é usado para denominar o grupo de bailarinos que dançam em conjunto nos bailados de uma companhia de dança, normalmente de base clássica.

Coté, de

Para o lado

Cou-de-pied, sur le

[ "sobre o colo do pé"]. Na escola russa, o pé é, na realidade, envolto no tornozelo, com o calcanhar para frente e os dedos para trás.

Coupé

[ "corte"]. Um pequeno passo intermediário feito como uma preparação para uma outra etapa.


[ "correr"]. Um gracioso passo de balé. Corridinha na 5ª posição.


Coxia

Espaços de serviço e circulação não visíveis ao público, localizados nos extremos laterais e de fundo do palco, determinando o movimento de cenografia e acesso de atores. As laterais com uma dimensão mínima da metade do palco e o fundo com espaço suficiente para passagem de atores.

Croisé

Cruzado. Uma posição em que o corpo fica levemente virado e o público pode ver a perna cruzada.



Croix, en

[ "(no formulário de) uma cruz"]. Normalmente aplicado aos exercícios na barra: o exercício é feito primeiro com a perna de trabalho que se deslocam para frente, depois para o lado e atrás e lado.

D

Danças a caráter

No século XIX, mistura de danças populares com técnica de ballet para representar de modo estilizado danças de culturas diversas.

Déboîté

Deslocado, desenaixado. Termo aplicado para um emboîté sobre as pontas executado para trás.


Dèboulès/ Chainé

 [ "material como uma bola"]. Uma série de demi-tours realizados alternadamente em cada pé a avançar em uma única direção. 

Dedans, En

Para dentro. Em passos e exercícios o termo en dedans indica que a perna, à terre ou en l'air, se mexe em movimento circular em sentido anti-horário de trás pra frente. Por exemplo, em rond de jambe à terre en dedas. Em pirouettes o termo indica que a pirouette é feito para dentro em relação à perna de base.

Dégagé

[ "destacar"]. Um movimento ou a posição em que a perna é levantada do piso. É o apontador do pé em uma posição aberta com um pleno colo de pé. Não há transferência de peso.

Para fora. Em passos e exercícios o termo en dehors indica que a perna, à terre ou en l'air, move em uma direção circular, em sentido horário de frente pra trás. Por exemplo, em rond de jambe à terre en dehors. Em pirouettes o termo indica que uma pirouette é executada com a perna bem aberta, para fora.

Demi

Metade, meio.

Demi-bras

Braços baixos.

[ "pequena dobra  dos joelhos"]. Todos os passos de elevação começam e terminam com um demi-pliè.


Demi Pointé

Meia ponta

Demi-second

(metade da segunda posição). Os braços são posicionado "na metade do caminho", na metade da altura de uma segunda posição. Entre a posição preparatória e a segunda posição.

Derrière

[ "atrás"]. Dirigida por trás do corpo. A referência do derrière implica que o trabalho está encerrado com o pé atrás.

Descendant, en

Descendo. Termo utilizado para indicar que o movimento ou bailarino deve se deslocar do fundo para frente do palco.

Dessous

[ "em"]. Debaixo, sob. Indica que o pé de trabalho passa por trás do apoio pé.

Dessus

[ "sobre"]. Em cima. Indica que o pé de trabalho passa na frente do pé de apoio.

Détiré

Destender. Uma esticada da perna sustentando-a pelo calcanhar com a mesma mão 
correspondente à perna em movimento. Este exercício é feito geralmente na barra.

Détourné

[ "desviados"]. Um bom turno feito pelo giro sobre os pés no relevé.

Deux

Dois

Devant

[ "à frente"]. Dirigida à frente do corpo.

Developpé

[ "desenvolvido"]. Um movimento em que o trabalho é elaborado a perna do joelho da perna de apoio e de lá sem problemas para uma posição fora do ar, normalmente em 90 graus (ou seja, paralelo ao chão).


Diagonal, en

[ 'em uma diagonal']. Indica que um passo é feito em uma direção diagonal. Uma parte da aula de ballet.

Direções do palco

Dizem respeito ao posicionamento do bailarino no palco ou sala de aula. Cada método utiliza sistemas diferentes de marcação de numeração dos cantos.

Distribuição de peso

Divisão de peso do corpo sobre um ou os dois pés.

Divertissement

Diversão, entretenimento. Termo que se aplica a uma série de composições coreográficas executadas por um ou mais bailarinos inseridas num ballet cássico.

Dix

Dez

Dor boa

Quando fazemos aulas de abertura, alongamentos ou exercícios como elevés e relevés e ao usarmos sapatilha de ponta, sentimos dor, mas ela é necessária e para um bem maior. Ficamos doídos a semana inteira, às vezes, mas é uma dor boa, não machuca. É uma dor de trabalho.

Dos a Dos

Costas com costas

Double

Duplo

Duo

Dança de duas pessoas, geralmente de mesmo gênero.

Dura

Dura – Adjetivo para as pessoas sem muita flexibilidade.

E

Écart, Grand

Grande afastamento, separação; abertura de pernas. Popular espacate.

Écarté

[ "separados"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos da frente de trabalho com a perna na segunda posição. O corpo se inclina ligeiramente afastado do trabalho perna. O braço do lado do trabalho que se coloca é a perna, o braço do lado da perna de apoio está em segunda. Se o trabalho da perna e braço levantados são (para o público), este é écarté devant; se for fragmentário, isto é écarté derrière.


Échappé

[ "escapar"]. Um movimento em que o movimento de pernas passa da quinta posição para a segunda posição, ou, ocasionalmente, a quarta posição.

Échappé Sauté 

Salto escapado. São dois saltos, o primeiro abrindo para segunda e às vezes para quarta posição e o segundo voltando para posição inicial que poderia ser primeira, terceira, ou quinta. Juntamos as pernas antes de abrir e esticamos as duas abertas no ar antes de fechar.


École

Escola

Effacé

[ "apagados"]. Uma posição no palco em que a dançarina enfrenta um dos cantos com as pernas cruzadas. O braço é normalmente levantado nesta posição, para que o rosto é protegido, ou apagados, daí o nome.

Elevé / Elevação
[ "elevados"]. Subida na ponta ou na meia ponta sem plie.


Emboité

[ "encaixado"]. Encaixar algo em algo. 

Enchaînement

[ "encadeamento"]. Uma série de medidas ligadas (preso) em conjunto.

Ensaio Geral 

Normalmente último ou os últimos ensaios antes de uma apresentação, unindo todas as pessoas envolvidas no espetáculo.

Entrée (“entrada”)

O grand pas de deux geralmente começa com uma entrada, que serve como um prelúdio curto e também indica o início do conjunto de dança. Durante a entrada, os dançarinos aparecem pela primeira vez no palco e, geralmente, com grande pompa, reconhecer uns aos outros e se posicionar perto um do outro, em preparação para o adagio subsequente. Dependendo da coreografia, a bailarina e danseur podem entrar na fase simultaneamente ou em momentos diferentes.

Entrechat

[ "trançado, interligados"]. Um salto em que a dançarina com as pernas cruzadas na quinta posição faz o movomento de cruz com os pés várias vezes no ar. O número de passagens é indicado por um número após a palavra, e cada passagem é contado duas vezes (uma vez para sair da quinta e uma vez para retornar).
Entrelace

Entrelaçar

Enveloppé

[ "envelopado"]. A rotação do corpo transformando no campo de jogo na perna de apoio, enquanto a outra perna rcolhe em movimento. Ela é usada como uma preparação para a execução da pirueta e passos como jete ou CHASSE.

Épaulé

Ombro

Épaulement

[ "tomada"]. Rotação dos ombros e cabeça (em relação ao quadril) para acrescentar beleza ou expressividade para uma pose, passo a passo, ou movimento.

Equilíbrio

Capacidade de um bailarino se manter estável em uma pose.

Esticar o pé

Fazer “pontinha” apontando os dedos para baixo. Isso começa lá no tornozelo. Muitas pessoas esticar o pé no flex quando ouvem “estica o pé”.

Étoile

Estrela. Título máximo ocupado por um bailarino na hierarquia da Opera de Paris. Bailarino principal ou Primeiro Bailarino.

Extension

Extensão, amplitude. Usado para descrever a habilidade de um bailarino de levantar e manter a perna estendida no ar.

F

Face, en

[ "de frente"]. Uma posição no palco diretamente virada para frente, em direção à platéia.

Failli

Falho. Um movimento rápido feito em um só tempo. De um demi-plié na quinta posição, 
pula com os pés juntos e, no ar, vira-se deixando o ombro esquerdo para a frente. No ar, a perna de trás 
abre para trás e, ao cair, escorrega para a frente, enquanto a perna da frente fica em demi-plié.

Fermé

Fechado

Flex

Flexão de pé, movimento oposto a ponta de pé. 

Flic-flac

A preparação desse passo é um tendue à la seconde sendo que a perna de apoio está em demi-plié. 
A perna do tendue cruza para trás da outra perna enquanto esta se levanta para girar, 
depois dá uma raspada no chão, e fecha em coupé.


Descida, derretido. Um termo utilizado para descrever a baixa do nível do corpo 
através da dobradura dos joelhos da perna de base. Saint-Léon escreveu "Fondu é em uma perna 
enquanto plié é em duas". Em alguns instantes o termo fondu também é utilizado para descrever 
a finalização de um passo quando a perna que está trabalhando vai ao chão em um movimento suave.

Fontaine, Mademoseille de La (1655 -1738) 

Primeira bailarina profissional.

Fora da música

Quando estamos fora do ritmo.

Forçar

Nas aulas de abertura, o professor (a) ajuda o bailarino (a) a se alongar empurrando as pernas, auxiliando com a força, sempre com muito cuidado, respeitando o limite de cada um.

Fouetté  - Clique aqui e leia mais sobre fouetté

Um passo giratório, geralmente feito em série, onde a perna que está trabalhando 
é jogada para o lado em rond de jambe (vide) e enquanto o dançarino gira sobre a perna de base, 
mantendo a perna elevada. Os 32 fouettes executado por Odile em "O Lago dos Cisnes", 
3º Ato são a mostra o toque da virtuosidade feminina.


Frappé

Batido ou bater.

G

Galop

Galope. De origem húngara ou bavária, de caráter vivo e animado. Um passo de passagem em que os pés fica juntos no ar.

Gargouillade

Também chamado rond de jambe double. O passo é um pas de chat com um 
rond de jambe en l'air, este último feito com a perna que pula primeiro.

Gavota

Uma dança popular de origem francesa dos séculos XVII e XVIII. O ritmo da gavota se baseia em um compasso a quatro tempos bem marcados e começando no terceiro tempo do compasso. A linha melódica da gavota deve ser clara, elegante e refinada, com acompanhamento tão sutil e refinado quanto a linha melódica principal.

Glissade 

Deslizamento. Um passo onde, da quinta posição em demi-plié, é feito um jeté à la seconde 
com a perna da frente, tomando impulso para um pequeno salto onde a perna de trás fecha na frente.

Glisse

Escorregado. Deslizado.

Grand

Grande

Grand Battement

Batimento amplo.

Grand Jeté

Grande lançamento. Nome de um grande salto em que o bailarino dá impulso com uma perna e aterrissa com a outra, em trajetória de curva.

Grand Pas de Deux

O grand pas de deux é um estruturado pas de deux que normalmente tem cinco partes, que consiste em uma entrada (introdução), um adagio, duas variações (um solo para cada bailarino), e uma coda (conclusão). É eficazmente um conjunto de danças que compartilham um tema comum, muitas vezes simbólico de uma história de amor ou a parceria inerente no amor, com os dançarinos retratando expressões de sentimentos afetuosos e pensamentos entre parceiros românticos.

Grand Plié

Grande flexão de joelhos.

H

Haut, en

No alto. As vezes usado como variação de braços em quinta posição.

Hiperextensão

Extensão de um membro para além da sua capacidade normal

J

Jambe 

Perna

Jarré

Parte da perna por trás da articulação do joelho.

Jeté 

Jogado, atirado. Um pulo de uma perna para qualquer direção. 
Existem vários tipos de jetés: grand jeté, jeté fondu, fermé de coté, en tournant e vários outros.

Joelho Valgo 

Alteração que deixa as pernas em formato de “X”, os joelhos ficam mais próximos (forçados “para dentro”) e os pés afastados um do outro (posicionam-se “para fora”).

Joelho Varo

Alteração que deixa as pernas arqueadas e promove a projeção dos joelhos para fora da linha média do corpo. Normalmente, é uma condição mais rara que o joelho valgo. A aparência das pernas do indivíduo fica como a de alguém montado em um cavalo.

L

Levé, Temps
 
Tempo levantado. Um temps levé consiste de um salto para cima e a volta para o mesmo lugar, 
sempre sobre uma perna só, com a outra em qualquer posição (na figura em coupe derriére); 
como em qualquer passo de salto inicia-se com o demi plié e também termina com o demi plié.

Limpeza

Quando os movimentos ou a coreografia está limpa significa que tudo está acontecendo certo. O mais perfeito possível. Falamos: “Fulana é limpa” ou “precisamos limpar a coreografia”.

Linha bonita

Quando a pessoa é alinhada, tem as linhas bonitas, não fica torta, está sempre limpa, retinha, na forma correta do movimento.

Linóleo

Tapete formado por várias lâminas ou passadeiras, usado especialmente para dança.

M

Maître ou Maitresse de Ballet

É o responsável, junto ao coreógrafo, por manter e remontar, quando necessário, a obra, respeitando sua autenticidade, qualidade técnica e artística. O maitre também dá aulas à companhia cuidando da unidade de trabalho e estilo que estão em sua responsabilidade. Dirige os bailarino ou dançarinos do corpo de baile, zelando pelo rendimento técnico e artístico do espetáculo; ensaia bailarinos ou dançarinos; remonta coreografias; ministra aulas de dança em companhia especifica.

Manège, en

Circular, picadeiro. Termo utilizado para passos que são feitos em círculo, em torno de toda a cena.

Marcação

Realização de pequenos movimentos que indicam as sequência, mas que não são feitos efetivamente.

Marcar cabeça

Spotting- Termo utilizado ao movimento da cabeça em giros.

Marcar palco

Momento em que todo o espetáculo é transferido para o palco, antes do espetáculo. Há o conhecimento do palco, dos lugares, marcação de entradas e saídas, luz, som, algumas vezes figurinos, tudo para dar certo na hora do espetáculo.

Mazurka

uma dança tradicional de origem polonesa. Geralmente são danças rápidas, normalmente feita em pares, formando figuras e desenhos diferentes.

Merda

Quando sejamos “merda” antes de uma apresentação, audição ou exame, significa que estamos desejando boa sorte!

Minueto

É uma dança em compasso de 3/4, de origem francesa, ou uma composição musical que integra suítes e sinfonias.

Musicalidade

Compreensão da música em dança. Ela reflete no modo como os movimentos são executados em relação com a música.

O

Ouvert

Aberto.

P

Palco

Espaço visual para o público ou área de cena.

Pas

Passo. Também usado como sentido de dança, exemplo: Pas de quatre (Dança para quatro).

Pas de basque

Passo de Basque. Um passo característico das danças tradicionais dos bascos. 
É um passo alternado em três tempos com um movimento largo de lado a lado. 
O movimento pode ser feito sauté ou glissé deslizado.

Pas de bourée

Existem vários tipos de pas de bourée, mas basicamente consiste em, de uma posição qualquer, 
o pé de trás pisar em demi-pointe ou sur les pointes onde estava, para então a outra perna 
se dirigir para o seu lado, pisando em seguida no chão e sustentando a outra perna, 
que vai de encontro à esta para fechar em 5ª posição. 


Pas de chat 

Um salto rápido e preciso, fechado em quinta ou em terceira posição. Através de um demi-plié, 
as duas pernas pulam e ficam dobradas no ar ao mesmo tempo que avançam de lugar. Os pés permanecem esticados. 


Pas de cheval

Passo de cavalo. Consiste em "raspar" a ponta do pé esticado no chão, 
pulando graciosamente quando mudar de perna.


Pas de deux

Dança para duas pessoas, geralmente um homem e uma mulher.

Pas marché
Passo de marcha. O termo significa um andar altivo e nobre. Quinta posição, pé direito à frente. 
Faça um developpé para a frente com o pé direito, coloque-o no chão em demi-plié, 
quarta posição e continue alternando as pernas. 

Um movimento auxiliar no qual o pé da perna que está em movimento passa pelo 
joelho da perna de apoio, de uma posição para outra.


Passo da valsa. É feito com um gracioso balanço do corpo e diversos movimentos com o braço. Pode ser feito de frente ou en tournant.

Penchée, Penché
Inclinar para a frente, levantando a perna de trás, e fazendo o possível para as costas não descerem. No arabesque penché, o corpo deve formar uma linha reta.

Piqué
Nesse passo deve-se tocar diretamente com a pointe ou demi-pointe do pé que está em movimento em qualquer direção ou posição desejada com o outro pé suspenso no ar.


Rodopiar ou girar rapidamente. Uma volta completa do corpo sobre um pé em demi-pointe ou pointe, sendo conseguida a força impulsora pela combinação de um plié com movimento de cabeça (spotting).
Plié - Uma dobra de joelhos ou joelho. Este exercício torna as juntas e os músculos mais flexíveis 
e maleáveis bem como tendões mais elásticos. Existe o plié, que é uma dobra não muito acentuada dos joelhos, 
e o grand plié, onde a dobra dos joelhos é bem acentuada, levantando os calcanhares 
quando já perto do chão na 1ª, 3ª e 5ª posição.



Pointe
A ponta do pé. As mulheres, e raramente os homens, dançam sobre a ponta dos pés em sapatilhas. A introdução dessa técnica no início do século XIX tornou possível o desenvolvimento da virtuosidade feminina, como múltiplos fouettés e sustento em uma só perna. Meia ponta é quando o (a) dançarino (a) se eleva com os dedos tocando o chão e o resto do pé elevado.

Port de bras
1) um movimento ou série de movimentos feitos com um braço ou braços em diversas posições. 
A passagem dos braços de uma posição para outra. 
2) termo para um grupo de exercícios que torna o movimento dos braços mais gracioso e harmonioso.

Promenade
Indica que a bailarina roda vagarosamente em um pé sur place com um ligeiro movimento do calcanhar para o lado desejado mantendo uma pose definida.


Elevado. Uma elevação do corpo em pontas ou meia pontas, ponta ou mei -ponta. 
Há duas maneiras de execução para o relevé. Na Escola Francesa, relevé é feito suavemente, 
uma contínua elevação enquanto Cecchetti e a Escola Russa o usavam como um passo ágil. 
Relevé deve ser feito em primeira, segunda, quarta e quinta posição, 
en attitude, en arabesque, devant, derriére, en tournant, passé en avant, passé en arriére e assim por diante.


Retiré
Uma posição na qual a coxa é levantada para cima de modo que 
a ponta do pé fique encostada levemente no joelho. 

Movimento da perna em círculo. Ronds de jambe são usados como exercícios na barra, no centro e em adágio e são feitos à terre ou en l'air e pode ser sauté ou relevé. 


Seconde, A la
Em segunda. Termo para indicar que o pé deve ser ou 
está colocado na segunda posição ou que está ao lado. 




















Sissone
Um salto dos pés caindo em um pé com a perna trabalhada estendida para o lado,
frente ou atrás num movimento parecido com o de uma tesoura.

Soubressaut
Um salto dado da quinta posição para frente (en avant, croisé ou ouvert en avant). Quando o corpo está no ar os joelhos e as pontas estão esticadas, o pé da frente deve esconder o pé de trás. Caia simultaneamente com os dois pés na quinta posição com o mesmo pé à frente que iniciou o salto.



Sous-sous
Sous-sous é um relevé na quinta posição. Os pés devem ficar bem juntos no momento de se levantar nas pointes ou demi-pointes.


Spotting
Este termo é dado ao movimento da cabeça em pirouettes, déboulés, 
fouetté ronds de jambe en tournant, etc. Nessas voltas a bailarina escolhe um ponto fixo à frente e 
ao rodar a cabeça deve fixar sempre o ponto de referência sendo a última a estar na direção deste 
ponto fixo e a primeira a se encontrar nesta direção enquanto o corpo completa a volta.
Este movimento muito rápido da cabeça dá a impressão de que o rosto está sempre virado para a frente,
evitando a tontura.



Tendu - Clique aqui e leia sobre tendu
Ver battements.


Terre, à

Sobre o solo; refere-se aos movimentos executados com a perna de trabalho em contato com o chão.

Tombée
Termo usado para indicar que o corpo cai para frente ou para trás 
na perna de movimento num demi-plié.

Variation - Clique aqui e veja o TOP 10 variações femininas
Variação. Dança a um no ballet clássico.

Comentários

  1. Parabéns vc é muito generosa.

    ResponderExcluir
  2. Amei o blog! Depois de le-lo minha prof3esora se p34guntara: onde ela wprendeu tudo isso?

    ResponderExcluir
  3. Nossa parabéns 🎊 por esse blog amei muito útil 👏👏

    ResponderExcluir
  4. Adoro seu blog!!! Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  5. ola gostei bastante do seu blog porque a minha mae não quer me botar no ballet clássico eu já fiz os outros mais ela acha que eu ainda quero ser chef de cozinha mais não quero mais estou confusa mais quero ser bailarina ainda adorei esse blog .... serio ele me ajuda muito porque eu treino em casa vou começar a fazer a dieta e muito mai obrigada por me ajudar beijos quando eu for bailarina profissionsl eu vou te agradecer muito por tudo que você fez por mim minha mae disse que ainda vai pensa se ela vai me botar n ballet espero mais seu blog esta me ajudando muito tchau tchau beijos

    ResponderExcluir
  6. então adorei ele me ajuda muito

    ResponderExcluir
  7. então gostei aamei gostei gosteiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ahh vc e bem inteligente nee

    ResponderExcluir
  8. Parabéns!!!
    O seu Blog é uma mão na roda pra qualquer bailarino, muito útil.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, me tirou varias duvidas... Você está de parabéns!!

    ResponderExcluir
  10. olá, teria foto do(Attiude)DE COTÉ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, seria um atittude devan ou derrière, totalmente de perfil p a platéia.

      Excluir
  11. Ai meu deus to in love <3

    ResponderExcluir
  12. Amei ótimo para eu estudar 📚📖🎶

    ResponderExcluir
  13. Entrei para fazer pesquisa, para uma poesia sobre ballet. Conteúdo muito bom.

    ResponderExcluir
  14. amei muito bom. Me ajudou muito
    poste alguma coisa sopre como fortalecer seus pés para as pontas

    ResponderExcluir
  15. amei,muito bom. Me ajudou muito
    vc deveria postar alguma coisa sopre como fortalecer os pés para as pontas

    ResponderExcluir
  16. Anônimo15:53

    ola seu blog me ajudou muito pois a minha mae n sabe se vai me colocar no ballet classico e entao eu uso esse blog para estudar vc e mt inteligente neee ela a minha acha que eu quero ser chefe de cozinha mas nao e vdd pq eu quero ser bailarina ai nao sei estou confusa vc e minha inspiraçao obrigada pelo blog quando eu for uma baialrina profissional eu vou agradecela muito pq minha mae pensa q eu nao quero ser baialrina e sim chefe de cozinha mas tudo bem eu posso contar com a internet e com sue blog pois quero ser bailarian profissional e saber muitos passos incrivel de ballet como vc obrigada vc e muito generosa eu amei seu blog e muito educativo e uma mao na roda para qualquer bailarino inclusive vou começar a fazer dieta so de melancia pois preciso ser fina para arrasar nos palcos e ser a grande bailarina profisional amo vc obrigada pela generosidade e o amor que vc tem com o unniverso bailarinistisco tenkio vc me ajudou bastentebeijos quero ser bailarina de sucesso pois ei mereço vou a te fazre dieta para perder uns quilos o unico problema e que minha mae nao quer me por no nballet classico pq ela tem a ilusao q eu quero ser chefe de cozinha ja q eu cozinho muito bem mas isso nao pode ser muito aproveitado pq eu vou fazer dieta e comer aapenas melancia por 39 dias seguidos sem nada a mais q melancia e bejo muito obrigada

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito do seu blog. Relembrei várias coisas importantes.!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por fazer parte do MundoBailarinístico!
Seja bem-vindo sempre!
Curta nossa FanPage: www.facebook.com/MundoBailarinistico
Siga nosso instagram: @mundobailarinistico