Como introduzir acrobacias no ballet? Pergunta da Quézia Beatriz

O post de hoje vem em resposta à pergunta da leitora Quézia Beatriz: "Olá, Dry! Gostaria de saber se você possui alguma dica de como introduzir acrobacias no ballet, com quantos anos elas podem começar a aprender e quais aprender em cada faixa etária. Obrigada!"

Vamos a resposta:
Acho importante começar respondendo esta pergunta com a definição de acrobacias:

Acrobacia: Exercício de acrobata. Acrobacias são movimentos de destreza corporal comuns em circos. Quem executa a acrobacia é o acrobata. Elementos como o trapézio, pêndulos e outros tipos de balanços com alta altitude são utilizados para transformar a Acrobacia em um número de circo mais emocionante, muito mais.

Existe atualmente uma vertente chamada de Dança Acrobática, em que se introduz movimentos acrobáticos em coreografias, masssss não é Ballet Clássico.

O que é dança acrobática?

Também chamada de Acro Dance. É um estilo de dança que combina técnicas de dança com a precisão de elementos acrobáticos, combinando dança e acrobacia, usando acrobacias em um contexto de dança. É um estilo de dança que vem se popularizando na dança competitiva, em alguns cenários de dança profissional e nas produções de circos contemporâneos, como as do Cirque du Soleil.

Dança acrobática surgiu no Estados Unidos e Canadá no início dos anos 1900.

Uma característica definidora da dança acrobática é a transição suave e graciosa entre dança e movimentos acrobáticos. Além disso, uma dança deve ter uma porcentagem significativa de movimento de dança, com respeito ao seu conteúdo acrobático, para que ele seja classificado como acrobática. Por exemplo, uma ginástica exercício de solo não é considerada dança porque tem poucos movimentos de dança em comparação com o seu conteúdo acrobático, e também porque ela não tem transições suaves entre dança e movimentos de ginástica.

Os movimentos de dança em acro são fundamentados em ballet, jazz, lírica e dança moderna.
Foto Programa Dance Moms Pinterest

Como introduzir acrobacias no ballet? 

Acredito que todos os exercícios no ballet devem fazer sentido. Ou seja, devemos introduzir apenas práticas que ajudarão na execução de algum passo referente à técnica de ballet clássico. Muitas vezes são introduzidas acrobacias desnecessárias, gerando até uma confusão do que faz parte da técnica clássica.

Sobre as idades, a partir dos 7 anos a criança começa sua formação e aos poucos vamos aumentando a dificuldade e a intensidade dos exercícios, sempre respeitando os limites dos corpos. Os alongamentos, os exercícios de flexibilidade precisam ser realizados pensando nos passos de ballet.



Pas de Deux :: Instriduzindo acrobacias ao Ballet Clássico

Um momento em que podemos dizer que as acrobacias são introduzidas são dos Pas De Deux, na hora das pegadas. Durante o século XX, os grand pas de deux tornaram-se mais integrados com a história do ballet, com conteúdos cada vez mais acrobáticos.

Os bal­lets român­ti­cos incor­po­ra­ram ao pas de deux ino­va­ções vin­das até da téc­nica de circo.

As bai­la­ri­nas agora não são mais ape­nas apoi­a­das ou levan­ta­das pelos seus part­ners; elas rea­li­zam peque­nas acro­ba­cias: pulam e sentam-se em seus ombros, entre outras mano­bras da téc­nica cir­cense que são incor­po­ra­das gra­da­ti­va­mente ao bal­let. ( KIRSTEIN, 1984,p. 16)




Referências:
http://lojaanabotafogo.com.br/pas-de-deux-parte-i/
http://www.escoladeballetdac.com.br/novidades.asp?codigo=16
https://pt.wikipedia.org/wiki/Acrobacia
https://en.wikipedia.org/wiki/Acro_dance

Comentários

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *