Passos de Ballet - Battement Fondu


Fondu - Basicamente, é um movimento que reduz o corpo, dobrando em uma perna. É um movimento fluido e gracioso que é incorporado durante aula de balé. 














Battement fondu é um exercício em que as duas pernas dobram e esticam ao mesmo tempo, sendo que a perna do chão sustenta o peso do corpo  e a outra flexiona na altura do cou de pied e estica devant (na frente), a la seconde (ao lado) e derrière (atrás) - em degagé a terre (no chão) ou en l’air ( no ar) a 45° ou 90°.


Ao fazer um fondu, você deverá:

- Certificar-se ao dobrar a perna de apoio que o joelho está em linha com o dedão do pé, mantendo o en dehors

- O quadril do lado de suporte não estar caído como se sentasse na perna de apoio





- Dobrar e esticar as duas pernas ao mesmo tempo. Cuidar para não dobrar ou esticar uma antes da outra, principalmente quando a altura da perna de trabalho for mais alta. Um truque para que isso não aconteça é afundar mais o plié da perna de apoio, para que demore mais para esticar e se iguale ao tempo da perna de trabalho.





O maior trabalho estará concentrado na perna de sustentação, que desenvolverá desde treino, uma consistência sólida e estável de eixo e embasamento muscular, capazes de suportar o peso do corpo, atuando como mola propulsora para o impulso necessário à elevação e também como base de amortecimento. Isto através da flexão do joelho (um movimento felino, gradual, contínuo e elástico) voltando novamente a esticá-lo em seguida (mantendo a mesma velocidade; tônus muscular e elasticidade).

Este exercício é insubstituível para o bailarino, na preparação dos saltos, quando este pretende elevar-se do chão, saindo do impulso da perna suporte, (através da flexão do joelho, alongamento-o em seguida, para alçar-se ao ar, no salto) voltando a aterrizar gentilmente sobre o chão, rolando todo o pé da perna suporte, flexionando-o até o ponto de amortecimento do impulso empregado.

Ninguém pode saltar (preparar um salto) e voltar de um salto com as pernas esticadas. Não haveria impulso suficiente, sendo que, principalmente a volta de um salto sem amortecimento, seria fatal à preservação e a saúde, tanto da musculatura como da estrutura óssea.

O battement fondu deve ser feito suave e levemente. Seu desenvolvimento consiste no trabalho de flexão e alongamento simultâneo das duas pernas. Sua dinâmica é marcada pela continuidade suave e pela elevação. O movimento è macio e flexível. Normalmente inicia-se o exercício através de uma preparação à La seconde.

No battement fondu devant, a perna suporte, flexiona simultaneamente com o movimento desenvolvido pela outra perna, que flexiona-se passando por coupé devant (pé completamente esticado – rotação de em dehors sustentanda pela calcanhar e pelo joelho – os dedos encostam logo acima do tornozelo da perna suporte, mantendo o colo do pé esticado, calcanhar para cima sem encostar na perna de base).
Ao atingir o máximo da flexão do joelho da perna suporte, as duas pernas se alongam simultaneamente. Sendo que a perna que estiver em coupé devant será alongada devant, em l’air.

O movimento é desenvolvido pela musculatura posterior, sendo levado pelo pé (calcanhar para cima, dedos para baixo) como se este, empurrasse o ar, sustentando sempre a altura e a posição aberta do joelho.

O fondu é desenvolvido sempre ascendentemente (ou seja, da posição do joelho para cima), sendo também aconselhável, para melhor aproveitamento e fortalecimento do exercício, trabalhar a 60 ou 90 graus pois acima de 90 graus a perna perde todo o seu peso, não sendo um trabalho específico do fondu.

O battement fondu à La seconde se desenvolve da mesma forma, saindo por coupé devant.
No battement fondu derrière, o desenvolvimento também é o mesmo, no entanto a passagem è feita por coupé derrière (manter o quadril encaixado e para baixo – o joelho è mantido aberto, calcanhar encostado atrás da perna de base acima do ponto do tornozelo, pé completamente alongado, dedos sempre para cima, sem tocar a perna de base).
Observações:
Ao se desenvolver o exercício de battement fondu devemos certificar-nos sempre de manter o eixo e o peso sobre a perna de base, não cedendo para a barra, nem para fora da perna de sustentação.
A movimentação da mão deve ser observada, pousando-a suavemente sobre a barra de forma a mover-se com facilidade, segundo a necessidade do movimento, estando também sempre à frente do corpo. O tronco mantém-se completamente alongado, retirando o peso de sobre o quadril
O retângulo de base (tronco-quadril) não altera sua posição no decorrer do exercício, permanecendo completamente de frente e bem sustentado.
 *É muito importante diferenciar a dinâmica do battement fondu da dinâmica do developpé e do ballonné.

O exercício é desenvolvido visando a maleabilidade, elasticidade e consistência das pernas, possibilitando a preparação para o impulso e amortecimento dos saltos, sobre a perna de base; também como a sustentação do peso e equilíbrio sobre ela. Possibilita a preparação para movimentos contínuos, suaves e alongados.



 FONTES: ONLINE BALLET E DICAS DE DANÇA

Comentários