A dificuldade para fotografar bailarinos - Por Malani Rodrigues

Pensa que só você e seus conhecidos têm dificuldades para fotografar bailarinos? Engana-se! Uma profissional também tem lá suas dificuldades.


O que faz dela profissional é o fato de conseguir vencê-las e obter ótimos resultados. Toda a movimentação, a iluminação ou a falta dela, os ângulos, são problemas a serem enfrentados ao fotografar ballets, principalmente quando falamos de ensaios fotográficos das apresentações.

Essa foi mais uma das perguntas que fiz pra Malani:
O que é mais difícil nos ensaios (fotográficos de bailarinos)?

“O mais difícil é se manter sempre "invisível", não interferir na concentração dos bailarinos, se adaptar ao espaço e condição de iluminação. Mas adoro fotografar aulas e ensaios, pois é ali antes dos palcos e aplausos, no suor e esforço diário que nasce o bailarino”





Malani Rodruigues

Trabalha com fotografia profissionalmente há pouco mais de dois anos. Começou a fotografar bailarinas no final de 2012, ano em que voltou às aulas de ballet. Não se sentia segura para participar do espetáculo de fim de ano, então se dispôs a fotografar. “Foi incrível, ali em meio às sapatilhas e tutus, me senti em casa”, diz Malani.

NAS FOTOS: Cia. de Dança Campos dos Goytacazes, Cia. Brasileira de Ballet e a diva Ana Botafogo.

Comentários