Passos de Ballet - Como fazer um Grand Jeté



A Larissa Santana perguntou como fazer um grand jeté. Acredito que dicas de como fazer e para melhorar o seu grand jeté pode ser um interesse comum entre muitos bailarinos, afinal quem não fica maravilhado ao ver aqueles grandes saltos super bem executados?!



Para começar, o significado:

JETÉ, GRAND - Um grande jeté. Neste passo as pernas são jogadas a 90 graus com um salto correspondente. É feito pra frente em attitude croisée ou effacée. Deve também ser feito para trás com a perna elevada tanto em croisé como em effacé devant. Grand jeté é sempre precedido por um movimento preeliminar, como um glissade, pas couru ou coupe.

Os grand jetes exigem força e coordenação para serem bem executados. Você precisa reforçar suas pernas para que você possa empurrar o chão. Faça seus exercícios de barra de balé. Eles ajudarão no desenvolvimento de seus pés e pernas.

Exercite-se com pesinhos para construir os músculos das pernas. Comece com pesinhos de meio kilo depois passe para 1 kilo. Não trabalhe demasiadamente as pernas a ponto de perder flexibilidade, tão importante e necessária para a dança.

Trabalhe seu plié. Afunde ele antes de saltar. Ele te dará impulso para saltar mais alto.


Prepare-se. Uma vez que um grand jete exige que você salte no ar, é preciso fazer uma etapa de algum tipo de preparação para ganhar impulso. Essa fase de preparação geralmente será coreografada, como um tombe, um pas de Bouree ou um glissade, um chassé e então o grand jete.



Após as etapas de preparação, empurre o chão com seu pé esquerdo. Arrastado e esticado. Estenda a perna direita para sua frente e a perna esquerda diretamente para trás. Suas pernas devem estar basicamente separadas no ar. Estique os  pés! Não há nada mais feio em um ballet do que um jete de qualquer tipo com pés flexionados!

Olhe para cima. Nunca olhe para o chão, é como se você fosse pular onde direcionou seu olhar.

Tente ficar em cima!!!!! É como se quisesse paralisar por segundos no ar enquanto faz o grand jeté. Você não pode pular com a intenção de já voltar ao chão, pelo contrário, é como se quise flutuar por alguns instantes. Costumo dizer que para sair na foto em cima você precisa ficar lá pelo menos nos segundos dessa foto.


Cuide do braço. Algumas pessoas colocam força demais nos braços e ombros como se isso os fizesse subir mais alto e acaba ficando mal colocado, com os braços e ombros acima das linhas corretas.

Controle a chegada do seu salto. Sem barulho, flexionando seu joelho para cair no plié e não ocasionar lesões em seus joelhos.