Como fazer coque no ballet?

O ballet mal começa e já encontramos uma primeira dificuldade: fazer o coque! rsrs Parece fácil, mas muitas mães e meninas não conseguem fazer, ou demoram para aprender e acabam fazendo coques inviáveis para aula.
Inviáveis porque? 

O coque deve estar firme, bem preso e não atrapalhar a bailarina durante os exercícios. Coquem mal feitos caem durante a aula, ou balançam, ou ficam com alguns "cabelinhos" caindo no rosto, ou nas costas, atrapalhando o desempenho. 

Existem muitas maneiras de fazer coques. É importante que a bailarina saiba fazer seu coque sozinha. Não é bom ter que depender de outra pessoa (mesmo que da mãe) por muito tempo! 



Algumas dicas para um coque bem feito:

- Use um "amarradinho" de cabelo bom. Aqueles muito fininhos podem arrebentar! 
Eu gosto dos que são de meia calça! Não quebram o cabelo e prendem.

- Use grampos! Alguns cabelos ficam parados sem grampos, mas outras não! Escorregam, portanto coloque muito grampos até sentir o cabelo bem preso. Compre grampos da cor do seu cabelo.

- Você pode usar, e em algumas escolas é exigência, redinhas para envolver o coque. Você encontra em lojas especializadas ou em lojas de cosméticos.

- Não faça o coque nem muito baixo, nem muito alto. Tente fazer na altura das orelhas.

- Você pode enrolar todo o cabelo de uma vez e ir colocando grampos aos poucos à medida que vai enrolando; pode dividir o cabelo em duas ou mais mechas e ir enrolando e colocando os grampos conforme for enrolando; pode fazer uma trança e depois enrolar... Fica ao seu critério. Faça testes de como fica melhor.

- Prefira pentear o cabelo com um pente do que com uma escova, fica mais certinho

- Melhor fazer coque de cabelo seco!

- De preferência, não use redes de crochê, a não ser que a professora peça.

- Use Gel, se o cabelo ficar arrepiado.

Encontrei alguns vídeos ensinando a fazer coque, espero que ajudem: