Ballet A flauta mágica

Apresentado pela primeira vez no pequeno Teatro da Escola Imperial de Bailados, em São Petesburgo, em 1893, “A Flauta Mágica” conta a história de amor do camponês Luc e de Lise, filha de um fazendeiro, em uma aldeia francesa durante o reinado de Luis XV. Trata-se de uma versão diferente da célebre ópera de Mozart. A primeira de todas as versões (anterior a de Ivanov) foi coreografada pelo metteur-en-scène Fortunato Bernardelli, estreando com o nome de “A Flauta Mágica” ou “Os dançarinos involuntários”.


Sinopse
A ação ocorre em uma aldeia francesa durante o reinado de Luis XV. Agricultores comemoram a safra da maçã. Luc, um jovem camponês, e Lise, a filha do fazendeiro, se amam. Satisfeitos com o serviço terminado pelos lavradores, todos dançam!
O Marquês chega à aldeia junto a seu lacaio e anuncia que deseja escolher uma noiva entre as moças do local. Encanta-se por Lise, a filha do casal de fazendeiros.
Ávido por demonstrar sua graça, oferece-se a ensinar a Lise como se dança um minueto. Luc e seus amigos também dançam para provocar o Marquês. Para distraí-lo das provocações, a mãe de Lise convida o fidalgo a beber e comer alguma coisa em sua casa.


Aparece um velho eremita e bate à porta da casa de Lise pedindo comida. A senhora o expulsa sem a menor piedade. Luc vem em ajuda ao estranho ancião e oferece ao velho as poucas moedas que tinha em seu bolso. Ao contar sobre seu amor impossível por Lise, recebe uma flauta de presente onde estão grafadas as palavras: “Quando me tocares, todos serão obrigados a dançar e isso te trará boa sorte”.
Ao ser tocada por Luc, a melodia da flauta atrai Lise e os dois dançam apaixonados. A mãe da moça, nervosa, conta ao seu marido e ao Marquês a cena que acabou de presenciar. Todos se armam de vassouras e bastões e partem para cima de Luc que toca novamente sua flauta e todos são obrigados a dançar.
Acusado de feitiçaria pelo Marquês, Luc é preso. Obrigando todos a dançarem através da flauta mágica, quando se vê em apuros, Luc é condenado à forca pelo Juiz.
Notas mágicas trazem de volta o velho eremita que, diante dos olhares curiosos, se revela Oberon (Deus sublime que inspira fortes amores). Oberon salva Luc e abençoa o casamento do casal apaixonado.


Comentários