Entrevista Luyz Baldijão

"FAZER O CORAÇÃO BATER NA PONTA DOS PÉS" - Referência em Sapateado no Brasil, Luyz Baldijão hoje no Mundo Bailarinístico!



Começou a sapatear como hobby em 1984. Profissionalizou-se quando morou em Nova York entre 1988 e 1990. Fundou o TAP STUDIO em 1991 que foi a primeira escola especializada em Sapateado de todo o interior paulista e trabalhou com ela até dezembro de 2006. Fundou e LUYZ TAP COMPANY em 1990, sua companhia profissional de sapateado com base na cidade de Campinas, com a qual produziu e dirigiu 8 espetáculos dedicados ao sapateado. Fundou o TUGURUGUDÁ em 1994, outra companhia profissional de sapateado, na cidade de São Paulo. Está à frente de um projeto na Associação Beneficente Campineira em Campinas onde desenvolve os "MENINOS SAPATEADORES DE CAMPINAS".

Porque sapateado?
Porque desde criança a percussividade tomou conta de minha vida. Porque foi a forma de arte que me encantou desde o primeiro momento em que fui exposto a ela.

Porque gosto!!!!

Quando começou a praticar, imaginava chegar a ser uma das referências do sapateado no Brasil?
Não

Em algum momento da sua formação pensou em desistir?
Sim, nos momentos em que percebia que a arte e a educação não são prioridades nessa nação chamada Brasil.
Mas só pensava, e logo desistia. A paixão é muito grande.

Qual dos seus espetáculos é o que você mais gosta? 
"Coração na ponta dos pés"
O último, o mais próximo, o que trás varias facetas do Luyz como artista integral

O que te moveu a desenvolver o projeto Meninos Sapateadores de Campinas e qual a estrutura do projeto atualmente?
Bem, esta é uma longa história, vou tentar resumir.
Quando descobri que o sapateado americano surge na senzala americana ( junto aos negros americanos), senti a necessidade de oferecer uma oportunidade ao nosso Negro brasileiro, uma vez que o sapateado se tornou produto de luxo no Brasil.
E me encantei com a receptividade.
Hoje OS MENINOS SAPATEADORES DE CAMPINAS
são mantidos pela AssociaçãoBeneficente Campineira ,da qual sou funcionário, com a ajuda de muitos contribuintes, dentre eles meus alunos que acreditam no projeto

O que acha do cenário atual do sapateado em nosso país e o que espera do futuro? 
O Sapateado está em pleno momento de profissionalização. Quem assiste a cena do Sapateado brasileiro há tantos anos, como eu, pode dizer isso.
Espero que essa moçada que vem ai saiba zelar por esse momento que estamos entregando a eles.
E que se lembrem da história sempre.

Como professor, o que cada aluno deixa em você?
Cada aluno, com sua forma própria se se apropriar do conhecimento, nos deixa a sua visão de como o conhecimento os modifica. Essa forma peculiar que cada aluno tem de se apropriar do nosso ensinamento só aumenta nosso repertório como professores para sermos, a cada aluno que passa por nossas mãos, melhores professores.
pois cada aluno é UM aluno.


Pra você sapatear é:
FAZER O CORAÇÃO BATER NA PONTA DOS PÉS