O ballet como inspiração

Nem só de dança vive o ballet!

Oi?! É isso mesmo! Tem muita gente que trabalha e vive o ballet de outras formas. Nem todo mundo consegue ou escolhe a dança como profissão, mas faz dela o caminho para outras ideias e outros sonhos. Vamos entender melhor com a história da Juliana Gutierrez, por ela mesma:



"Bom, minha paixão pelo Ballet começou desde muito cedo. Comecei nas aulas com 3 anos de idade. Eu me lembro que em épocas de festivais eu chegava a passar o dia todo na academia ensaiando.
Quando chegou o ano de eu colocar a ponta, eu tive que repetir o mesmo ano pois eu não tinha porte e idade suficiente para subir nas pontas. Eu sempre fui magrinha rsss.

Depois que me formei, logo com 16 anos eu dei aula para as pequenas bailarinas, durante 2 anos.
Após esses 2 anos, aconteceram muitas mudanças na minha vida, mudei de cidade e acabei que parando de dançar. Mas mesmo assim nunca deixei de amar o ballet. 

Há 4 anos atrás resolvi me aproximar da dança fora dos palcos, o que me fez criar a marca Bailare. Eu precisava estar perto desse mundo do ballet mesmo que não sendo dentro da sala de aula.
Em 2012 voltei a dançar, eu já estava com 28 anos, casada e trabalhando fora. Um grande desafio, pois conciliar tempo para tudo não estava fácil. Mas um tempo depois que voltei as aulas eu engravidei, e novamente tive que parar.

Mas graças a Deus, esse ano volto a dançar. Meu bebê já vai completar 2 anos e já vou conseguir conciliar tudo o que mais amo na vida, minha família, a dança e minha marca.
Na minha família todos me chamam de "Juballet" rssss. Quem me conhece sempre fala que tudo o que vê de bailarina, lembram de mim...

A minha ideia de criar a marca surgiu a 4 anos atrás. Na verdade eu tinha decidido abrir uma loja de artigos para dança, mas por algum motivo não deu certo e mesmo assim não desisti. Pensei, porque não ter a minha marca ao invés de vender outras marcas. Foi aí que decidi criar a Bailare. 

Fui eu quem criei cada detalhe do ícone, a fonte do logo, as cores, todas as minhas idéias fui passando para o designer que captou muito bem o que eu queria e enfim criou o meu logo.
Todas as minhas ilustrações são inspiradas em fotos de bailarinas que fui coletando durante todos esse tempo. Eu envio para a Maria, e ela dá um toque especial a cada desenho. Ela me passa os esboços e eu finalizo com as alterações que eu quero, como pequenos detalhes que vão do brinco, cores até as pontas dos pés. 

Eu queria transmitir com as estampas, um certo realismo, tipo, o que uma bailarina faz no dia a dia tb, como andar de bicicleta, ir ao parque, passear com o cãozinho...queria que, mesmo quem não faz ballet, mas que goste muito dessa arte, também se encantasse com nossas peças.
A personagem principal, Lore bailarina foi desenhada por 5 designers, e eu escolhi entre todas elas a da Maria Emília, achei que tem mais a "carinha" da marca, algo mais delicado.

Durante todo esse ano, vamos ter estampas novas para algumas datas especiais, a mais recente foi a do carnaval, e a próxima será do outono que começa em março. E teremos pelo menos uma nova estampa por mês. 

Para a coleção de outono teremos novos modelos de peças como o cropped de tricot, moletinho, t-shirt manga 3/4, e algumas novas estampas de traços, alguns desenhos mais vetoriais.
Também já teremos os colants, calças, saias e polainas muito em breve, já estamos no processo de criação dos modelos.





É isso...o Ballet é minha grande inspiração para tudo, uma arte que envolve sentimentos, beleza e muito amor. Por isso sempre digo que tudo o que produzo para a Bailare é feito com muito amor e carinho, muito além de uma empresa!!"

Site: www.bailare.com.br


Comentários