Informações e Dicas para as aulas de Pas de Deux - Por Fellipe Camarotto

Característica do ballet, um pas de deux (francês, "passo de dois") é um dueto de dança em que dois bailarinos, tipicamente, um homem e uma mulher, executam passos de balé juntos, embora existam exceções. Elementos de pas de deux apareceram pela primeira vez no início do século 18 e durante todo este período foi evoluindo para mostrar um conteúdo mais dramático.
No final do século 18 e início do século 19 um pas de deux romântico emergiu, envolvendo contato físico mais íntimo, e à medida que o século 19 avançava, a forma se tornou uma vitrine cada vez mais sofisticada para as habilidades da bailarina. Nos ballets do final do século 19, particularmente dos de Marius Petipa – foi-se introduzido o conceito dos grand pas de deux, que muitas vezes serviram como o clímax de uma cena. Isso envolveu um formato consistente de entrada e adagio por um par de bailarinos principais, seguido por solos virtuosos (pelo homem e depois pela mulher) e uma coda como final. Durante o século 20, o grand pas de deux se tornou mais integrado com a história do ballet, com conteúdos cada vez mais acrobático.

Ao iniciar nas aulas de pas de deux, os bailarinos precisam desenvolver uma mentalidade de parceria e aprender a se movimentar e ficar juntos. Isto significa estar ciente da posição de cada um em cada movimento e estar consciente da distância entre si. Baseia-se na aplicação de técnicas em que ambos se esforçam para alcançar uma harmonia de movimentos coordenados para que o público permanece inconsciente da mecânica. Um dos aspectos essenciais do trabalho em parceria é uma boa comunicação e a aderência. Os parceiros precisam comunicar claramente sobre seus movimentos e esta comunicação não é sempre verbal, pode através do toque, do sentir ou do contato visual. A consciência corporal e confiança são outros aspectos essenciais. Os bailarinos precisam se acostumar a tocar o corpo da outra pessoa, sem qualquer sentimento de constrangimento, o que vai sendo trabalhado durante as aulas. É preciso estar limpo e precavido para não exalar odores provenientes do suor, já que é indispensável o contato. Qualquer jóia, desde anéis ou brincos, ou unhas longas, podem se tornar armas quando você está trabalhando em estreita proximidade. Além disso, os cabelos devem estar presos e as roupas precisam ser justas e não devem atrapalhar.

As meninas precisam aprender a confiar no menino, a aula de pas de deux é uma extensão de suas aulas de pontas. Elas precisam ter um bom nível técnico de trabalho de pontas, além de um plié bem desenvolvido, com um bom senso do seu centro para colocação e sustentação das poses e um salto firme.

O ideal é que os meninos comecem as aulas de pas de deux quando seus corpos amadurecerem, com um trabalho paralelo de condicionamento para força e um programa de treinamento aeróbico. Os danos e as lesões, arriscando costas e ombros, podem ocorrer se os alunos não estão fisicamente ou tecnicamente prontos. Não há nenhum benefício começar cedo e os professores e dançarinos devem ter muita cautela.


Os meninos devem se certificar de que eles estão lá para a parceira, fornecendo orientação e apoio, quando ela precisa. Geralmente, o menino está atrás da menina - por isso, é o trabalho dele ter suas mãos na posição correta, antecipando e prevendo constantemente os movimentos. Trabalhe na melhor maneira de manter sua parceira estável e firme, seja em uma elevação, giro ou promenade. Suas mãos normalmente devem estar em forma de “barco”, ativamente na cintura, sem perder o contato em momento algum, trabalhando com precisão nos quadris e caixa torácica servindo como uma espécie de rolha. Os polegares são a parte mais forte da mão, mantenha seu peso centrado em suas palmas opostas a seus dedos, impedindo de cavar os dedos na cintura. Cada um tem um lugar diferente para se equilibrar e é importante que você encontre isso durante as aulas. Um ponto seguro para observar a estabilidade é a coluna. Este ponto aliado com os quadris e a cabeça mostram para onde deve-se levar o centro do eixo. Mantenha contato visual e cumplicidade. Mantenha a distância necessária e descubra o que funciona melhor para você, sempre respeitando as dicas do professor.

Comentários

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *