Aniversário Uliana Lopatkina

Mariinsky (Kirov) Ballet and Opera theatre, St-Petersburg, Russia. Uliana Uliana Lopatkina
Hoje, 23 de outubro, é aniversário da Uliana Lopatkina e para comemorar resolvi traduzir trechos da entrevista que ele deu para a Pointe Magazine, em que ela fala o que significa para ela ser bailarina e as dificuldades da profissão.

PM - Qual é a parte mais difícil de ser bailarina? 

UL- Mais do que outras profissões, você não se serve a si mesmo nesta carreira, você serve ao ballet; você é escravo da profissão.


PM - Qual ballet faz você ficar mais nervosa? 

UL- O Lago dos Cisnes . Mesmo que o ballet não seja o mais difícil tecnicamente, é difícil de outra maneira, uma maneira mística.

PM -Você tem dançado O Lago dos Cisnes há quase 20 anos. Você ainda está descobrindo coisas novas nesse balé? 

UL- Sim, mas a coreografia e as tradições por trás desse ballet o limitam. Tudo o que você pode trazer são nuances, e nem todos podem vê-los. Eu também tenho meus limites. Odile pode ser muito ruim, brutal, e eu poderia provar isso, mas não quero que o público me veja assim.

Foto do site: www.uliana-lopatkina.com
PM - Quem é o seu crítico mais difícil? 

UL- Minha mãe . Ela chega a todas as minhas apresentações em São Petersburgo. Eu nem quero chamá-la mais tarde, mas ela me chama!

PM - O que você faz para evitar lesões? 

UL- Eu tento ser muito razoável, com os ensaios, me aquecer bem e ser precisa na sala. Você deve tratar seu corpo como uma criança: não se envolver em seus caprichos, mas conhecer os limites do que você pode suportar.

Vamos ver a linda cisne dançando! Nossos Parabéns!