Aulas de Ballet com pianista

Infelizmente, nem sempre é possível ter aulas de ballet acompanhadas de um profissional tocando piano, ao vivo, em sala de aula. A grande maioria das escolas utilizam músicas gravadas, mas que seria muito legal ter todas as aulas de ballet com pianista, ah! isso seria!



O músico complementa o trabalho do professor e garante que cada exercício seja executado dentro do andamento e da contagem que ele imaginou. Um pianista acompanhador que é especializado em tocar em aulas de ballet normalmente tem um repertório de músicas clássicas, em diferentes andamentos e adequados a cada parte da aula. 

Perguntei para Rosely Chamma, pianista formada em piano pelo Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, quais as particularidades de tocar piano em aulas de ballet e ela realça a importância do conhecimento específico do pianista: "tocar para Ballet é uma profissão na qual o pianista precisa conhecer o formato de uma aula, quais são os exercícios praticados na Barra, Centro e diagonais e quais são os níveis dessas aulas, básico, intermediário e avançado. Cada passo ou exercício, tem suas características e suas músicas correspondentes , por exemplo, para um passo rápido, dinâmico e alegre , a música deve ter essas qualidades também. É importante que o pianista observe as necessidades rítmicas, acentuações e andamentos ou velocidade que são propostos para que a música auxilie na execução. Um bom entendimento entre professor e pianista é importante, assim como , um repertório musical variado para estimular o lado artístico do bailarino!".

A Rosely Chamma começou sua carreira de pianista acompanhadora no Balé Stagium, onde tocou desde o baby classe até para a companhia de profissionais. Trabalhou com grandes mestres da Dança nacional como Ilara Lopes, Luis Arrieta, Ismael Guiser, Ady Addor, Neyde Rossi, Ruth Rachou, Tatiana Leskowa e Liliane Benevento entre outros e internacional como Alphonse Poulin, Cornell Callender e Ben Huis (EUA) , Renato Paroni (Inglaterra), Boris Storojkov (Portugal) , Giovanni Di Palma (França) , Monica Kodato (Alemanha) e Mario Galizzi ( Argentina). Foi pianista do Balé da Cidade e da São Paulo Cia de Dança.

Durante a aula o professor precisa passar as diretrizes para o pianista, orientando sobre que tipo de música e contagem ele precisará para determinado exercício. Fiz aulas com pianista durante muitos anos, eles já sabiam os passos, os tempos, o que facilitava bastante, mas também já tive a oportunidade de fazer aula com um pianista que não tinha costume de tocar para aulas de ballet e era visível que ele não tinha esta prática e não entendia de imediato as necessidades. 

"Creio que a dificuldade do bailarino em relação a música , é a própria dificuldade de executar os passos , pensando em tudo o que é exigido fazer : " a barriga", " o bumbum" , "os pés", "os joelhos", "os braços", " a cabeça "...ufa ... ah... e a música???!!! Rsrs 
Quando tudo isso se harmoniza com a música, o resultado é maravilhoso!", responde a Rosely quando perguntada sobre as dificuldades dos bailarinos sobre musicalidade. Atualmente trabalha na Escola de Dança do Theatro Municipal de São Paulo, na Cia Cisne Negro e no Ballet Adulto KR.

Um bom pianista melhora muito a qualidade da aula =)