Menutopo

últimos posts

05/11/2021

Todo mundo agora dá aula de método Vaganova?

Fiz um post no Instagram sobre isso e teve uma repercussão muito legal.

Resolvi trazer o post aqui e também o comentário da bailarina Mariana Gomes, que é profissional no Bolshoi há 15 anos e fez a faculdade de pedagogia com dança clássica na Rússia, explicando melhor para nós como funciona a formação lá.



"Sobre a metodologia Vaganova, vou tentar explicar o que acontece na Rússia e no mundo: vejam bem, muito métodos no mundo, como o método da Royal por exemplo, existe um patente, as escolas e professores que desejam trabalhar com método da Royal podem fazer um curso, comprar os direitos autorais e usar o nome da Royal Academic. O que acontece então com o método Vaganova? Na Rússia, a profissão de professora de ballet clássico (todos são no método russo Vaganova) é uma profissão. Assim como ser um arquiteto ou um médico, você precisa de ensino superior para dar aulas na Rússia de ballet clássico. Ou seja, se em um país X não existe a profissão Arquiteto e não existe faculdade de arquitetura, qualquer pessoa que tenha viajado ou aprendido com alguém como desenhar casas poderá fazer isso no país X sem qualquer julgamento. O método Vaganova existe e é muito renomado mas não parece ser do interesse da Rússia controlar o uso do mesmo no exterior. Apenas pelo fato do sistema de educação e formação do bailarino na Rússia ser diferente. Falo isso por estar morando na Rússia há 15 anos, ser brasileira e formada em pedagogia da dança clássica na Rússia e entendo perfeitamente o que acontece nos outros países e no Brasil. Não há nada de errado em ser baseado neste método ou estudar o mesmo. Só acredito que vale a pena pesquisar onde e com quem a pessoa aprendeu, mesmo não Rússia o nome do seu professor tem enorme peso e inclusive o professor do seu professor. Ter um sobrenome russo também pode não significar nada e dançar em uma grande cia no mundo ou não Rússia também ainda não significa que o bailarino tem boa base para dar aulas. Fiquem atento nestes detalhes e continuem pesquisando e adotando essa técnica maravilhosa que veio da Rússia. 🇧🇷❤️😘"

Pin It
 
Mundo Bailarinístico - Blog de Ballet © | Desenvolvido por Onze studio criativo.