Dicas de ballet - Qualidades emocionais de grandes bailarinos

Além de qualidades físicas, técnicas e musicais, os bailarinos precisam ser capazes de se conectar com suas emoções, a fim de transmitir ao público o que seu personagem está passando. Qualidades emocionais são tão ou mais importantes do que 180 ° de extensões.



Não adianta você ter a melhor técnica do mundo e não passar emoção pra quem assiste, até porque, o que fica da nossa arte são as emoções sentidas e compartilhadas. Não que você não precise cuidar das qualidades técnicas, muito pelo contrário, elas são extremamente importantes, contudo precisa também cuidar do seu emocional, da sua expressão, é isso que difere o ballet de um esporte, se uma atividade física comum, é aí que ele se torna arte.

Por que o público fica tão atraído por ballets como O Quebra-Nozes, Giselle ou Don Quixote? Porque as pessoas vão sentir uma série de emoções que as personagens destes ballet fazem encarnar.

Mas acredito que não precisemos ir tão longe, num ballet de repertório; num personagem tão intenso para falarmos e pensarmos em emoções, seja qual for o seu papel, você deve dar sentidos a ele, colocar seus sentimentos, entender e saber o que quer passar e acredite, vai chegar a quem vê, mesmo que você seja a última pessoa da última fileira.

O público muitas vezes é leigo também, se tiver carão engana, pois eles não sabem o que é en dehors...
Pense nisso ao dançar que a sua felicidade transcende.