Músicas sobre bailarina

Bailarina
Palavra Cantada

Pisar no chão com a ponta do pé.
Tocar o céu com a palma da mão.
Manter ereta a postura, amolecer a cintura.
Balé precisa de dedicação.
O bê a bá é o "padeburrè".
Depois vem o "padedè", dois pliè.
Nasci pra ser bailarina,
é só por a sapatilha já sinto bater o meu coração.

Papai um dia me deu um conselho:
treinar sozinha na frente do espelho.
Às vezes sonho que estou dando um salto
e caio bem no meio de um palco.

Tocar o céu com a ponta do pé
Pisar no chão com a palma da mão.

Com longos alongamentos,
o corpo é um instrumento.
Balé precisa de dedicação.

Com longos alongamentos,
o corpo é um instrumento.
Balé precisa de dedicação.

OUVIR:

 


Ciranda da Bailarina

Procurando bem
Todo mundo tem pereba
Marca de bexiga ou vacina
E tem piriri, tem lombriga, tem ameba
Só a bailarina que não tem
E não tem coceira
Verruga nem frieira
Nem falta de maneira
Ela não tem

Futucando bem
Todo mundo tem piolho
Ou tem cheiro de creolina
Todo mundo tem um irmão meio zarolho
Só a bailarina que não tem
Nem unha encardida
Nem dente com comida
Nem casca de ferida
Ela não tem

Não livra ninguém
Todo mundo tem remela
Quando acorda às seis da matina
Teve escarlatina
Ou tem febre amarela
Só a bailarina que não tem
Medo de subir, gente
Medo de cair, gente
Medo de vertigem
Quem não tem

Confessando bem
Todo mundo faz pecado
Logo assim que a missa termina
Todo mundo tem um primeiro namorado
Só a bailarina que não tem
Sujo atrás da orelha
Bigode de groselha
Calcinha um pouco velha
Ela não tem

O padre também
Pode até ficar vermelho
Se o vento levanta a batina
Reparando bem, todo mundo tem pentelho*
Só a bailarina que não tem
Sala sem mobília
Goteira na vasilha
Problema na família
Quem não tem

Procurando bem
Todo mundo tem...

OUVIR:



Bailarina
Djavan

A cada pirueta que você dá
um tom de violeta
inunda o seu bailar
fico encantado ao vê-la voar
em seu grand-jeté
como eu queria ser o seu par
queria o meu destino
junto ao seu dom
e o estilo manuelino
no que tem de bom
pra erigir um belo altar
na intenção de entronizá-la
no lugar de uma deusa
sou um barco navegando
alto-mar por você
a me desbravar sem medo
com um desejo incontido
invadindo a canção
crepuscular estação
do amor não correspondido
tal como o sol
no arrebol
eu morro com vida
plié aqui
jeté ali
socorro, querida
quero viver
só pra você
de hoje
pra sempre


OUVIR:

  


Bailarina
Ana Clara Horta

Ela pensa que é atriz
Mas é bailarina
Seus gestos são dança
Será que só ela não vê
Como encanta com seu corpo que dança
Como encanta com seu corpo que dança

Ela se desenhando no ar
Imagina
que todo mundo é assim como ela
Que é fácil virar
Pássaro virar chama

Ela pensa que é atriz
Mas é bailarina
Seus gestos são dança
Será que só ela não vê
Como encanta com seu corpo que dança
Como encanta com seu corpo que dança

Ela se desenhando no ar
Imagina
que todo mundo é assim como ela
Que é fácil virar
Pássaro virar chama

Ela se desenhando no ar
Imagina
que todo mundo é assim como ela,bela
Que é fácil virar
Pássaro virar chama

Um dia se tiver coragem
Toco nela sem ser com os olhos
Um dia se tiver coragem
Toco nela sem ser com os olhos

E se tiver coragem eu vou...
se tiver coragem eu vou...
se tiver coragem eu vou...
se tiver coragem eu vou...

OUVIR:




A Balada da Bailarina Torta
A Banda Mais Bonita da Cidade

Dançava a bailarina torta
Dançava até o sol se pôr
Dançava a bailarina torta
Dançava à procura de um amor

Dançava a bailarina torta
Dançava até o sol se pôr
Dançava a bailarina torta
Bailava à procura de um amor

No beco dos velhos bares
Onde um dia ela já dançou
Antes de entortar as pernas
Antes de perder um grande amor

E a bailarina torta corria atrás
De roupas novas e um copo de champanhe

Nunca mais champanhe
Nunca mais plateia no Municipal
Nunca mais champanhe
Nunca mais baile de carnaval

E a velha bailarina torta
Que bailava em busca de um amor
Entrou, fechou a porta
Deitou e então silenciou

Silenciou...

OUVIR:

 

Bailarina
Eudes Fraga

Só sei pisar no mundo em sapatilhas
E as armadilhas
Que o palco me pregou eu sei de cor
Fui feita em movimento em festa e luz
Meu corpo é como o vento que seduz a madrugada
Mulher amada

Quando eu danço, danço
Quando eu danço, danço
Ah! Eu danço

Já fui dona de mim na hora errada
Fui meio nada
Tranquei tantas paixões no camarim
Por trás dessas cortinas desses canhões
Eu roubo sonhos da menina que eu trago
Guardada
Virando fada

Quando eu danço, danço
Quando eu danço, danço
Ah! Eu danço...
Danço... Danço... Danço...

OUVIR:




Vida de Bailarina
Maria Rita

Quem descerrar a cortina
Da vida da bailarina
Há de ver cheio de horror
Que no fundo do seu peito
Abriga um sonho desfeito
Ou a desgraça de um amor
Os que compram o desejo
Pagando amor a varejo
Vão falando sem saber
Que ela é forçada a enganar
Não vivendo pra dançar
Mas dançando pra viver

OUVIR:




A bailarina e o Astronauta
Tiê

Eu sou uma bailarina e cheguei aqui sozinha.
Não pergunte como eu vim,
porque já não sei de mim.
Do meu circo eu fui embora,
sei que minha família chora.
Não podia desistir,
se um dia, como um sonho ele apareceu pra mim.
Tão brilhante como um lindo avião.
Chamuscando fogo e cinzas pelo chão.
De repente como um susto,
num arbusto logo em frente,
aconteceu uma explosão,
afastando a minha gente.
Mas eu não quis ir embora, não podia ir embora.
Como se nascesse ali um amor absoluto pelo homem que eu vi.
Poderia lhe entregar meu coração.
Alma, vida e até minha atenção.
Mas vieram as sirenes e homens falando estranho.
Carregaram meu presente como se ele fosse um santo.
Dirigiam um carro branco e num segundo foram embora.
Desse dia até agora, não sei como, não pergunte, procuro por todo canto.

Astronauta, diz pra mim cade você, bailarina não consegue mais viver.

OUVIR:





A Bailarina e o Soldado de Chumbo
O Teatro Mágico

De repente toda mágica se acabou
E na nossa casinha apertada
Tá faltando graça e tá sobrando espaço
Tô sobrando num sobrado sem ventilador

Vai dizer que nossas preces não alcançaram o céu?
Coração, que ainda vem me perguntar o que aconteceu
Conta se seu rosto por acaso ainda tem o gosto meu

Com duas conchas nas mãos,
Vem vestida de ouro e poeira
Falando de um jeito maneira
Da lua, da estrela e de um certo mal
Que agora acompanha teu dia
E pra minha poesia é o ponto final
É o ponto em que recomeço,
Recanto e despeço da magia que balança o mundo

Bailarina, soldado de chumbo
Bailarina, soldado de chumbo
Beijo e dor...
Bailarina, soldado de chumbo

Nossa casinha pequena
Parece vazia sem o teu balé
Sem teu carinho guardado
Soldado de chumbo não fica de pé

Nossa casinha vazia
Parece pequena sem o teu balé
Sem teu café requentado
Soldado de chumbo não fica de pé

OUVIR:




A Bailarina
Lucinha Lins

Um, dois, três e quatro,
Dobro a perna e dou um salto,
Viro e me viro ao revés
e se eu caio conto até dez.

Depois, essa lenga-lenga
Toda recomeça.
Puxa vida, ora essa!
Vivo na ponta dos pés.

Quando sou criança
Viro orgulho da família:
Giro em meia ponta
Sobre minha sapatilha.

Quando sou brinquedo
Me dão corda sem parar.
Se a corda não acaba
Eu não paro de dançar.

Sem querer esnobar
Sei bem fazer um grand écart.
E pra um bom salto acontecer
Me abaixo num demi plié.

Sinto de repente
Uma sensação de orgulho
Se ao contrário de um mergulho
Pulo no ar num gran jeté.

Quando estou num palco
Entre luzes a brilhar,
Eu me sinto um pássaro
A voar, voar, voar.

Toda bailarina pela vida vai levar
Sua doce sina de dançar, dançar, dançar...

OUVIR:





Blues da Bailarina
Oswaldo Montenegro

ela dançava um blue
na praça domingo devagar
como se a vida ficasse esperando
o acorde do blue pra passar

são males que quase nos unem
mas há quem nasceu pra dançar
enfrentando o medo que nunca é cedo
e a vida não pode esperar

OUVIR:




Valsa da Bailarina
Xuxa

A valsa da bailarina
A gente aprende
A gente ensina
A valsa da bailarina
É pro menino
É pra menina

Fique na ponta dos pés
Ponha os braços pra cima
Tente dar a volta inteira
Não dê bobeira
Pra não cair

Essa valsa é pra dançar
Com o som de uma orquestra
Todo mundo no compasso
Não perca o passo
Pra não cair

A valsa da bailarina
A gente aprende
A gente ensina
A valsa da bailarina
É pro menino
É pra menina

O balet foi um sucesso
A platéia bate palma
Todo mundo tá gostando
Não tá deixando
O balet sair

As meninas gritam "bis"!
Os meninos gritam "bravo"!
Meus senhores e senhoras
A valsa agora vai repetir

A valsa da bailarina
A gente aprende
A gente ensina
A valsa da bailarina
É pro menino
É pra menina

OUVIR:





Sonhos De Uma Bailarina
Amanda Barros

Quero ver você assim solta no ar
Roda bailarina, gira menina
Procura teu lugar que vai começar
Vai começar

Dança menina crescida
Que hoje já é grande
Mostra pra esse povo quanto já viveste
Com teu dançar

OUVIR:




O pianista e a bailarina
Rafael Almeida

Se passeio os meus dedos
entre os seus dedos, suas mãos
tudo que vejo
é essa paixão
como um segredo
sem razão

Me diz então
de que vale um sonho
se em meu coração
você dança tão bonita
dona dessa minha vida
e de tudo mais que eu possa ter

A canção não diz
o que eu não sei falar
Me diz como ser feliz
se eu não posso te abraçar
se tudo que eu sempre quis
foi te encontrar

A bailarina não ri
e eu então não devo chorar
enquanto a musica não parar

OUVIR: