Ballet Infantil - Como o ballet ajuda no desenvolvimento infantil

O ballet, muitas vezes procurado pelas mães para auxiliar na postura das filhas, traz muito mais benefícios para os pequenos. Especialistas afirmam que o ballet se difere de outros esportes porque, além dos benefícios físicos como o melhoramento da postura, coordenação motora, noções de localização e orientação de espaço, flexibilidade e aumento da resistência corporal, é uma arte de expressão com movimentos lúdicos.



De acordo com a experiente professora Rosânia Gonçalves, o balé combina música, mímica e dança para narrar uma história e por isso desperta sentimentos e emoções. “Sem dúvidas os benefícios ultrapassam a ação pedagógica e ajudam no crescimento”, destaca.

Segundo ela, as aulas podem começar aos dois anos, e ajudam as crianças a perder a inibição e trabalhar em grupo. “Dos dois aos cinco anos a criança tem aulas de iniciação de ballet, com diversos elementos como bonecos, roupas e maquiagem. Ela precisa se sentir livre e ter atrativos para participar das aulas”, afirma.

A professora explica que a partir dos sete anos é iniciado o trabalho com todas as posições e coreografias mais elaboradas. “Por ser uma atividade em grupo, a criança tem a oportunidade de conviver com outras da mesma idade, dividir espaço, aprender a se relacionar de uma maneira geral, e isso é muito importante nesta fase. O ballet, por mais divertido que seja, exige disciplina e isso elas vão aprendendo com o tempo”, destaca.


No ballet todos os passos e movimentos são predeterminados e formam a coreografia. Essa atividade exige dos praticantes várias horas de exercícios e ensaios, facilitando o desenvolvimento de habilidades motoras. “O fato de ter que seguir uma coreografia também é outro aspecto importante. Isso aguça a curiosidade e faz com que elas exercitem além do corpo, a cabeça, na hora de decorar os passos”, diz.


A professora afirma ainda que são necessários nove anos para formar uma bailarina clássica. “Na nossa região nenhuma academia forma bailarinas. Nós preparamos para a formação, mas esta só existe em grandes centros, como no Teatro Municipal. Percebemos que quanto mais cedo a criança começa no ballet, mais facilidade ela tem para executar os movimentos e aperfeiçoar os passos, por isso sempre indicamos o baby class. Mas é importante que a criança goste, que sinta prazer e se divirta nas aulas. Nenhuma bailarina será formada simplesmente porque os pais gostariam que a criança seguisse esse caminho”, finaliza.

FONTE: ginoticias

Comentários

  1. O StudioD'Andrea Ballet é prova de que o Ballet forma e transforma vidas. Nós nascemos da reunião de 3 alunas com sua professora de Ballet de infância, Mariangela D'Andrea, nossa sócia, diretora geral do Studio e coordenadora do corpo técnico de professores (www.studiodandrea.com.br). Hoje cada uma de nós tem sua profissão, mas somos dedicadas a administrar o studio, que é um projeto de amor à dança e um tributo a essa mestre que nos abriu as portas para um mundo sensível e espetacular, que fez de nós, e de outras tantas alunas, as pessoas que somos hoje.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por fazer parte do MundoBailarinístico!
Seja bem-vindo sempre!
Curta nossa FanPage: www.facebook.com/MundoBailarinistico
Siga nosso instagram: @mundobailarinistico