O dia que eu descobri que eu era en dedans!

Comecei a ir para o ballet com 4 anos. Quando você é muito pequena muitas coisas passam despercebidas, inclusive as diferenças entre você e as outras crianças. 

Sempre gostei muito de ir pro ballet e também não tinha dificuldades maiores aparentes. Acompanhava e até dançava com meninas mais velhas do que eu, sempre decorei as coreografias muito fácil. Como eu não sabia o que era ser em dehors ou en dedans, não haviam problemas.

Passei na audição da E.M.B em São Paulo, concluí o primeiro ano tranquilamente e quando passei para o segundo ano, lembro como se fosse hoje, um belo, ou não tão belo dia, que a minha professora pediu para eu ficar no final da aula. Todas as meninas foram embora e eu fiquei. Ela pediu para que eu fizesse primeira posição. Fiz. Ela pediu para eu fazer o máximo do en dehors que eu conseguisse... Ela não sabia que aquela triste primeira posição já era meu máximo!!! Hahaha Foi nesse momento que descobrimos: Eu era en dedans ao extremo! 

Agora eu dou risada, mas para uma bailarina é de chorar!
Ser en dedans tornou tudo mais difícil pra mim no ballet. Como se não bastasse a dificuldade natural das coisas, eu tinha mais essa para contornar.

Seguem algumas dicas para melhorar seu en dehors! Ele pode ficar assim 100%, mas vai melhorar e muito se você trabalhar para isso.





)