Entrevista Exclusiva - Diego Costa - Dú Ballet

Hoje vamos conversar com o Diego Costa da Dú Ballet. Ele vai contar um pouco do universo de confecção de figurinos bailarinísticos! Um mais lindo que o outro...



Como profissional de moda, poderia ter optado por vários caminhos, porque escolheu fazer figurinos para ballet?

Escolhi esse ramo de figurinos pois sempre fui apaixonado e encantado por esse tipo de vestuário, creio que vestindo um figurino a pessoa se transforma e vive um papel muitas vezes sonhado por toda sua vida.
e também pela falta de empresas profissionalizadas na criação e confecção de figurinos.

O que espera ouvir quando as pessoas são deparadas com seus figurinos?

Muitas vezes as pessoas nem chegam a dizer nada, porém o brilho nos olhos, o sorriso e até mesmo o choro já diz tudo, más é claro que sempre espero ouvir que ficou perfeito e como a pessoas sempre sonhou.

Tente nos contar como é o processo de criação de um figurino?


O processo de criação é bem complexo, vai desde a conversa com o cliente até a embalagem final. São cerca de 10 etapas até um figurino ficar pronto, passa por 8 pessoas até chegar na fase final. Cada figurino é bordado cuidadosamente à mão, e levam cerca de 13.000 e 15.000 pedras, cantadas uma à uma.

Quais suas maiores inspirações?


Minha grande inspiração é o próprio ballet clássico, o qual sou apaixonado, costumo ficar ouvindo a trilha do ballet que estou criando o figurino no momento da criação e confecção.

Trabalho numa ONG e assim como eu, muita gente precisa "se virar" na hora de decidir figurinos, por conta dos valores a serem investidos. Quais dicas você daria para quem quer dançar e improvisar seus figurinos?


A dica para quem quer economizar em um figurino sem fazer feito no palco, é saber escolher materiais alternativos onde os custos são mais baixos, tendo bom gosto você consegue fazer coisas lindas sem gastar muito e com materiais bem acessíveis.

O que mais gosta de fazer, figurinos clássicos como um tutu prato ou romântico, ou peças mais livres?

Minha maior paixão são os figurinos de repertório, e as peças que mais gosto de fazer são os tutus prato.

Existe alguma peça que você goste mais para mostrar para gente?

Tenho muitas peças que faço e fico apaixonado, algumas marcaram momentos importantes na minha vida e carreira.


Um dos tutus que mais gosto, esse branco com azul.
Paquita, Cia. Brasileira de Ballet.
Cláudia Motta, primeira bailarina do Municipal do Rio também usa meus figurinos.
uma foto dos corpetes em fase de confecção.
e algumas outras fotos de tutus que gosto bastante.














CONTATO:
www.diegocostaduballet.com.br
email: duballet@hotmail.com
fones: 41-3532-0083/9931-8156.
Rua: Omar Raymundo Picheth, 718, Xaxim, Curitiba-PR.