Entrevista Exclusiva - Natália Samarino

Natália Samarino teve a sensibilidade de emprestar um pouco do seu tempo para esta entrevista exclusiva ao Mundo Bailarinístico!  Bailarina, ministra cursos de história da Dança, fala um pouco sobre sua vida bailarinística.

 Como foi o seu encontro com a dança? 

Iniciei na dança aos 10 anos em minha cidade natal ( Contagem-MG) na escola de ballet do SESI, onde tive a oportunidade de aprender as primeiras lições de ballet Clássico. Aos 16 anos procurei me profissionalizar e tive que me mudar para Belo Horizonte, devido à precariedade do ensino de dança em Contagem, ingressando no ano seguinte na SESI Minas cia de dança. Atuei na Cia de 2001 a 2005 e de 2005 a 2007 fui orientada pela Maitrê de Ballet Maria Clara Salles. Após esse período como bailarina, comecei a investir na carreira de professora de ballet e Historia da Dança.

❤ Acredita na dança como instrumento de autoconhecimento?

Acredito sim. A Dança é uma arte que nos permite se autoconhecer e ao mesmo tempo conhecer o meio sociocultural que estamos inseridos. Dançar é uma ato de interação e comunicação com o meio social.

❤ Quais suas maiores dificuldades bailarinísticas?

Minhas maiores dificuldades estão relacionas à forma como os bailarinos enxergam a arte do Ballet Clássico. Hoje em dia se pesquisa muito pouco para uma montagem de Ballet ou até mesmo para se aplicar os métodos de ensino. Lógico que como bailarina, tenho minhas dificuldades técnicas( como por exemplo, os benditos 32 fouettés), mas acredito que essas são superadas com treino e boa orientação, no entanto, as dificuldades na base de ensino e na base históricas, são mais complicadas de serem sanadas. 

❤ O que acreditar ser as maiores qualidades de um bailarino (físicas e emocionais)?

As qualidades de um bailarino(a) estão relacionadas, no meu ponto de vista, à disciplina no que se refere a técnica e à sensibilidade artística. Um bailarino(a) que adquire só qualidades físicas é incompleto, é necessário que se adquira sensibilidade artística e preparação intelectual para ser um bailarino(a) completo.


❤ Se tivesse que escolher um momento bailarinístico que viveu para reviver, qual seria?

Gostaria muito de reviver um dos momentos mais emocionantes que vivi nos palcos, foi em uma Gala de convidados no festival de Joinville 2002, em que dancei uma suite do ballet "O Quebra Nozes". Acho que nunca dancei com tanta emoção como naquela vez. Na época eu dançava na Cia de Dança do SESI MG.

❤ Como descreveria:
- a sensação de uma aula bem feita: sensação de dever cumprido
- a sensação de estar no palco: sensação de Êxtase
- a sensação de ensinar alguma bailarinice para outra pessoa: sensação de realização de  felicidade



Natália Samarino é Bacharel e Licenciada em História pela PUC MG. Em sua monografia , "O Ballet Romântico na Cidade do Rio de Janeiro, dos anos de 1849 a 1860", foi laureada com a pontuação máxima. Bailarina formada pela Royal Academy of Dance. Atuou  como bailarina na Compahia de Dança SESI Minas de 2001 a 2005. Ministrou cursos de História da Dança no Ballet Mariana Lopes, Mostra Dança e é professora e coordenadora do Ballet Cristina Vaz. Desenvolveu um curso anual de História da Dança no Ballet Cristina Vaz. É diretora artística do Pas de Quatre Centro de  Dança.

Comentários

  1. Prof mais liiinda ♥
    Uma mulher incrível ! Admiro demais *-*
    #inspiracão #soumaisfelizporestarnopasdequatre

    ResponderExcluir
  2. Bela entrevista!! Parabensa Natália, Divando com só ela sabe... Beijooss

    ResponderExcluir
  3. Lindaa! Melhor professora❤

    ResponderExcluir
  4. Lindaa! Melhor professora❤

    ResponderExcluir
  5. Liiiinda admiro essa professora demais, não só como prof mas também como pessoa!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por fazer parte do MundoBailarinístico!
Seja bem-vindo sempre!
Curta nossa FanPage: www.facebook.com/MundoBailarinistico
Siga nosso instagram: @mundobailarinistico

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *