Associação de Ballet de Cegos Fernanda Bianchini - Dança para ser vista com o coração

Há algum tempo tenho acompanhado o trabalho maravilhoso da Associação de Ballet de Cegos Fernanda Bianchini e resolvi mostrar este projeto aqui no Blog, para que cada vez mais gente possa conhecer e reverenciar uma iniciativa tão nobre e especial.
A história da Associação de Ballet de Cegos Fernanda Bianchini teve início em 1995, quando a jovem bailarina começou a ensinar voluntariamente, passos de ballet para algumas alunas do Instituto de Cegos Padre Chico, em São Paulo. A ideia surgiu de sua resposta positiva ao instigante convite de uma das religiosas do Instituto, que lhe propôs ministrar aulas de ballet clássico para aquelas alunas. Foi nesse momento que Fernanda Coneglian Bianchini Saad passou a desenvolver seu método de ensino, tornando possível o que se considerava impossível. O aprendizado de ballet por meio do toque e da repetição de movimentos, caracterizada pela ‘sensibilidade artística’ é um método pioneiro que se construiu a partir do conhecimento e dedicação da  bailarina e fisioterapeuta que, desde então, guiou centenas de deficientes a inúmeras conquistas nesses 20 anos de missão. Em pouco tempo, o desafio virou projeto com a grandiosa missão de inserir deficientes visuais no universo do ballet clássico e Fernanda passou a ser procurada por novos alunos e pessoas com outros tipos deficiências e de todas as idades. “O trabalho que fazemos é por amor...que é impossível transcrever em palavras e é por isso que estamos plantando semente nessas meninas ou talvez em novas outras, para que, com nossos cuidados e aprendizado, elas se tornem as pupilas da nova geração de bailarinas. Quem sabe,  agarrem esta arte como profissão”, idealiza a fundadora, Fernanda Bianchini.

O projeto já cerca de 500 pessoas com diversas deficiências em 20 anos de missão.

Perguntei o que acreditavam que era o mais difícil a ser superado: "O preconceito em relação a outras escolas, como por exemplo, só conseguimos participar dos festivais de dança após muitas tentativas e diálogo com os organizadores. A parte financeira para a manutenção da AFB é outro desafio diário".

O aprendizado de ballet por meio do toque e da repetição de movimentos, caracterizada pela ‘sensibilidade artística’ é um método pioneiro que se construiu a partir do conhecimento e dedicação da  bailarina e fisioterapeuta que, desde então, guiou centenas de deficientes a inúmeras conquistas nesses 20 anos de missão.  

Todos os professores são profissionais, formandos em sua área de dança e quando ingressa no projeto aprendem o método pioneiro de ensino de ballet Fernanda Bianchini.
Acontecerá em São Paulo o Curso do Método Ballet para Cegos Fernanda Bianchini.
Quem tiver interesse, abaixo mais informações: