"Sem Rir do(a) Amigo(a)!" Jacqueline de Souza



Neste sábado eu estava dando aulas, e comecei a introduzir o grand battement na rotina das meninas maiores, visto elas estarem avançando cada vez mais. Porém, ao passar o exercício, percebi que uma das alunas em especial estava com muita dificuldade para esticar os joelhos, visto ser a primeira vez que ela estava fazendo o exercício. Normal...


Me aproximei para ajudá-la a entender o exercício, mas antes que chegasse a dizer algo, percebi que as amigas estavam rindo dela, e com firmeza, precisei dar uma bronquinha nelas.

Disse que não deveriam estar rindo da amiga, afinal, nenhuma delas tinha feito o exercício antes, e além disso, todas estavam ali para aprender, o que significava que nenhuma tinha o direito de achar engraçado a forma da amiga executar o passo.

Depois disso, percebi que a garota ficou mais à vontade e conseguiu terminar a diagonal, inclusive melhorando a questão dos joelhos que eu corrigi.

Porém, quando cheguei em casa, fiquei pensando sobre o assunto. E comecei a refletir em quantas vezes, por aí, meninas e meninos devem ter decidido desistir de seus sonhos por culpa da visão critica dos outros.

Muitas vezes, uma simples brincadeira boba pode ser o suficiente para ferir os sentimentos do colega de classe, principalmente se for um exercício ao qual ele possui muitas dificuldades e está buscando melhorar. Afinal, se você procura executar algo sempre da melhor forma, e logo em seguida alguém ri de você ou faz alguma piada sobre a sua execução, pode ser que surja na sua mente que seus esforços não estão valendo de nada.

Por isso, enquanto estiverem aos meus cuidados, minhas alunas entenderão que rir dos amigos como uma forma - mesmo que pequena - de humilhação não será permitido, pois nunca se sabe qual será o efeito desse pequeno bullying na formação dessa pequena bailarina.

E claro, isso vale também para nós mais crescidinhos... não precisa ninguém nos dar bronca para sabermos que não devemos rir ou criticar os amigos na aula. Sugerir, ajudar, é bem diferente. Porém rir e dizer que a pessoa está completamente errada pode se tornar uma forma de cortar os sentimentos do amigo e isso é muito prejudicial.

Além disso, lembre-se que tudo que fazemos abre margem para que outros também o façam conosco, então, se você não gosta de ser criticado, não critique pois tudo que vai volta.

Do mesmo modo que você não gostaria que os colegas de classe estivessem rindo e te apontando durante os exercícios, seja sensato e profissional, e faça o mesmo pelos outros, sem importar qual exercício estejam fazendo, afinal, ninguém nasce sabendo nada, todos estão lá para aprender.

Comentários

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *