As 5 perguntas mais frequentes no BLOG

Eu tenho recebido muitas perguntas de leitores ao longo dos anos do Blog e resolvi criar este canal de respostas para que todos tenham acesso ao conteúdo. Nem todas as perguntam que chegaram para mim foram respondidas, por falta de condições de fazer isso mesmo. Mas agora, aqui, vou tentar responder o máximo possível, começando com as perguntas mais frequentes de maneira geral.

  Com que idade começar a fazer ballet?
Muita gente questiona se pode começar a fazer com a idade que tem (normalmente quem pergunta já está com mais de 13 anos...).
Minha resposta é: Você pode começar a fazer ballet com a idade que você quiser, pois não tem limite ou idade certa para fazer o que ama. Logicamente, que, quanto mais velho fica mais difícil e improvável que se forme bailarino, mas nem todos os ballets são voltados para formação, você pode apenas querer praticá-lo. Além disso, existem bailarinos que não começaram seus estudos assim tão pequenos e conseguiram. Querer fazer de coração é o primeiro ponto. Ter consciência das desvantagens é o segundo e traçar objetivos considerando as adversidades e suas condições reais é o terceiro.

   Faço ballet a “Tanto tempo” posso usar ponta?
Minha resposta é: Existem algum pré-requisitos básicos para iniciar o trabalho nas pontas, são eles:
Idade - é altamente recomendável que a aluna tenha pelo menos 11 anos antes do início da ponta.
Técnica -  deve-se ter uma base sólida na formação de ballet (normalmente um mínimo de três anos de estudo).
Amplitude de movimento nos tornozelos - o que pode ser verificado em um échappé na segunda posição. Os pés devem se estender para uma linha reta com a canela.
Maturidade física do bailarino - alguns estúdios, academias ou escolas exigem um atestado médico antes de autorizar o uso das sapatilhas de ponta.
Se estiver enquadrado nessas características, provavelmente pode usar ponta.

  Qual sapatilha de ponta eu devo comprar?
Minha resposta é: Aqui no Blog existem alguns posts dando dica para escolha da sapatilha de ponta, mas o mais adequado é que peça ajuda ao seu professor, pois de longe não dá para avaliar o seu pé, saber da sua força e etc, mas o professor precisa saber. Ele não pode impor a sapatilha que vai ser a sua preferida, porque isso só quem pode perceber usando com o tempo é você, mas pode orientar dentro das características do seu pé e as sua técnica.

  Estou acima do peso, posso fazer ballet?
Algumas pessoas, além de perguntar, dizem que sentem vergonha de fazer aulas estando gordinhas.
Minha resposta é: Para fazer ballet precisa estar saudável, de bem com o próprio corpo e feliz fazendo. Todos podem fazer, mesmo estando acima do peso. Agora se objetivo for formação, bailarinos profissionais tendem a ser magros, até mesmo para conseguir executar todos os movimentos o mais limpos possível. É mesma questão da idade, todos podem dançar ballet, mas se o objetivo for formação precisará adequar seu físico. Não estamos falando aqui em ser esquelético, nem em obrigatoriamente ser igual a bailarina x ou y pois como citei, primeiro de tudo é a saúde, então nem sempre, até por estrutura corporal vai conseguir ser magérrimo, mas estamos falando de estar dentro do peso ideal de cada um. Procurando se alimentar bem.

  Estou começando a dar aula de baby, pode ajudar?
Recebo muito mesmo essa pergunta! Algumas vezes até me assusto pois muita gente não tem formação nenhuma para dar aulas de baby, como se fosse simples, mas para mim é uma das aulas mais complicadas!
Minha resposta é: Existe no Blog a Categoria “Baby Class | Ballet Infantil”, com algumas dicas, materiais e atividades. Mas é legal também procurar livros e cursos voltados para essas aulas e ter consciência da responsabilidade que é ser professor de baby, se auto avaliando antes de tudo, para não pegar as aulas só porque precisa, ou acha que dá, mas sim, por acreditar que tem condições e formação para isso.

Comentários

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *