Ballet e as tecnologias, real x virtual - Por Maysa Nagy

Como é bom poder estar aqui no Diário e dividir com vocês alguns temas que moram em meu coração.

Neste de hoje quero falar sobre o Ballet e as tecnologias, real x virtual e fazer um alerta.

Vivemos em um tempo onde a tecnologia é a nossa melhor amiga, resolver tudo de maneira rápida muitas vezes sem sair de casa nos ajuda e muito, não é? Enviar fotos e vídeos, que você acabou de produzir para amigos que moram bem longe, faz com que a distância seja menor.


Citei alguns exemplos, mas a tecnologia nos trouxe inúmeras oportunidades e com elas temos acesso rápido e fácil sobre assuntos que desejamos. É só colocar no youtube “aula de ballet” e pronto, podemos assistir ou reproduzir em nossa casa. Isso é fascinante ou preocupante? O sonho do ballet existe em muitas meninas, meninos, crianças, jovens e adultos, o que muitos talvez não saibam é que para que esse sonho vá se realizando em sua vida é necessário um profissional que lhe ajude, assim também para ser um grande professor ou professora de ballet é necessário estudar muito, ter uma formação real. Já ressalto algo que me preocupa, o trabalho de iniciação com as baby bailarinas, onde aulas prontas são oferecidas e a responsabilidade de trabalhar com crianças ficam ocultas no comodismo de fazer apenas um download.

É perigoso reproduzir sozinho o que deveria ter auxilio de alguém que estudou para isso, para lhe orientar e lhe proporcionar experiências incríveis não só com o ballet, mas com a dança.  Existem canais que passam conteúdos legais e que eu adoro, que trazem curiosidades e leituras maravilhosas, já alguns ensinam e lhe desafiam a fazer em casa aquilo que você precisa ir até uma escola para realmente aprender. Não estou falando dos cursos on line para professores, aqueles cujos profissionais realmente são capacitados e interessados em nosso crescimento, estou fazendo um alerta a conteúdos sem preparos soltos na internet. E já deixo uma dica, procure se informar sobre o currículo do profissional e as suas intenções, pois assim com tudo exposto na internet, começam a existir também os falsos professores, aqueles que gostam de dançar, mas não possuem formação e começam a ministrar aulas sem nenhum preparo profissional, pelo fato de dançarem bem, terem boa comunicação ou por verem uma oportunidade de trabalho fácil. Não se assuste com o que estou dizendo, a realidade do mundo da dança principalmente em cidades pequenas é essa, e com a facilidade que a tecnologia proporciona, tem feito com que cada vez mais pessoas tem ocupado o lugar de quem realmente estudou e se preparou para esse mercado. Algo interessante também a ser citado aqui, é o que há de mais assustador para mim e para muitos é comum, “Nada se cria, tudo se copia” já até falamos sobre isso no diário. É mais fácil e cômodo copiar aquilo que vemos nas redes sociais do que pensar e criar algo que vem da sua característica profissional e então vemos muitos professores reproduzindo o que não nasceu do seu coração, o que não lhe pertence. Uma pena, pois todos temos capacidade de criar coisas boas e incríveis. Eu acredito nisso!

Termino dizendo que aquilo que a tecnologia proporciona é bom e nos ajuda, mas não troque o que é real pelo virtual. Nada como poder ir até uma escola que lhe proporcione segurança em suas aulas, contato com amigos e com o professor, que lhe dê a alegria de viver verdadeiramente esse sonho.

Deixo com amor para vocês essa mensagem, viva a vida todos os dias como se fosse a última oportunidade, dance intensamente como você nunca dançou e ame verdadeiramente sem esperar nada em troca, essa é a vida real, o que vemos pela telinha do celular talvez não nos proporcione os melhores sentimentos do que a vida vivida, sem a opção de todos curtirem, compartilharem ou deixarem um comentário.

É tempo de dançar! (Ecl 3,4)
Reverence,
Um beijo com carinho da Prof Maysa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por fazer parte do MundoBailarinístico!
Seja bem-vindo sempre!
Curta nossa FanPage: www.facebook.com/MundoBailarinistico
Siga nosso instagram: @mundobailarinistico