Paciência com o corpo - Por Luciana Venturineli

Ao observamos uma pessoa fazendo um exercício com cargas muito altas na musculação, a primeira coisa que vem à cabeça é:  “É preciso muito treino para conseguir fazer isto”. Se você estiver na sua fase de adaptação, não vai ter pressa. Vai entender que precisa treinar muito para chegar lá.

E porque não temos este respeito ( a nós mesmos) quando quando estamos na aula de Ballet?  Estou falando com você que nunca havia praticado antes, ou também para você que se afastou da dança por muitos anos.

Logo nas primeiras aulas, é fácil ficar chateada se for necessário fazer retirés ao invés de pirouettes. Uma aula  e já estamos desesperados para evoluir.

É sempre interessante querer mais. Querer ser melhor. Devemos respeitar o limite, mas buscando o desafio. Se não fosse assim, jamais desejaríamos sair da barra, pelo simples fato de ela nos dar mais equilíbrio e suporte. Qual bailarina não se sente realizada após um lindo Adagio no centro?

No entanto, ter pressa pode te prejudicar. Você perde a beleza do processo. Eu sei que você não tem todo o tempo do mundo para aprender a dançar (se nunca fez ballet), ou que quer voltar à antiga forma (se fez por muitos anos e parou)....Mas é  preciso passar pelos relevés antes dos sautés. É preciso marcar a cabeça com os pés no chão antes de sair fazendo uma Coda. Tenha paciência e humildade.

A plástica e a beleza da dança nos engana. Sabemos que é preciso treino, mas negligenciamos quando o assunto é deixar de fazer algo agora para lá na frente fazer ainda melhor.
Aquela pessoa na musculação também começou com uma carga bem baixa .
Nunca fez nenhum treino de força, bailarina? Saiba que exercício e Ballet combinam sim! Mas este é um assunto para outro post.

Luciana Venturineli é formada em Educação física, bailarina ( aposentada!) e professora de pilates, ballet fitness e personal trainer.

Comentários

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *