Ballet Adulto - 6 Medos de começar a fazer ballet e como vencê-los!

Tanta gente por aí morrendo de vontade de começar a fazer ballet, mas morrendo de medo dele! Sim, o Ballet não é fácil, tem suas dificuldades mas não precisa de amedrontar. Fiz este post para essas pessoas quebrarem esses medos que elas têm e começarem a ir para as aulas ;)



1) Medo de não ter felixibilidade

A flexibilidade faz parte do Ballet mas não é tudo e nem é o principal. Existem muitos outros pontos técnicos super importantes para você levar em consideração e quanto essa flexibilidade, o ballet vai servir justamente para buscar tê-la e aumentá-la. No começo, vai ser um pouco mais difícil. Mas aos poucos você irá ficando mais flexível.

2) Medo de não ter idade para fazer ballet

Já falamos muito disso por aqui. Qualquer idade é idade para você fazer qualquer coisa que você queira em sua vida, inclusive começar a dançar. Cada vez mais bailarinas iniciantes adultas têm provado isso, levando o ballet à sério e se permitindo!

3) Medo de não ter corpo ideal

Qualquer corpo pode dançar. Não existe corpo certo ou corpo errado e outra, o seu corpo mudará quando começar a praticar. Ganhará flexibilidade, trabalhará musculaturas; corrigirá erros de postura.

4) Medo do preço

O ballet não é mesmo uma atividade barata, pois são investimentos de uma vida toda por parte dos professores. Mas existem sim, muitos lugares com valores acessíveis. E muitas vezes a gente gasta dinheiro com outras coisas que não são assim tão importantes, então, se a gente tentar se organizar, procurar direitinho, cortar outros gastos (se der e precisar), é possível sim encaixar o ballet em sua vida financeira.

5) Medo de não conseguir

Esse é um medo clássico. E no ballet a gente tem que aprender a conviver com o "não conseguir", pois às vezes vai conseguir bem como tantas outras não irá, mas vai buscar conseguir. Aos poucos, sem pressa.

6) Medo de não ter tempo

Quando falamos em qualquer atividade para adultos sabemos que o tempo é um grande problema, pois temos nossos compromissos. Porém, é importantíssimo e saudável que reserve um tempinho para você mesmo, mesmo que não sejam muitas vezes por semana. Dá para tirar umas duas horinhas para ir ao ballet duas vezes por semana. Tem que dar! Você merece isso, seu corpo, sua mente. Não dá para sermos escravos das nossas vidas. Sempre deixando claro previamente no espaço em que for fazer aula sua disponibilidade ou falta de tempo, para ninguém contar com você fora do que for possível.

Supere seus medos!
Faça aulas!