Pé de bailarina - Unha encravada

Unha encravada é um problema comum entre bailarinas, pelo uso de sapatilhas inadequadas, apertadas unido à unhas cortadas de maneira incorreta. Leia mais sobre possíveis causas, tratamentos e prevenções. Em casos de unha encravadas procure um profissional.


O que é Unha encravada?
A unha do pé encravada ocorre quando a borda da unha cresce e entra na pele do dedo. Pode haver dor, vermelhidão e inchaço ao redor da unha.

Causas
Uma unha encravada pode resultar de inúmeros fatores, mas sapatos inadequados e unhas não cortadas corretamente são as causas mais comuns. A pele na borda da unha do pé pode ficar avermelhada e infectada. O dedão é geralmente afetado, mas a unha de qualquer outro dedo do pé pode encravar.

A unha encravada pode ocorrer quando é colocada pressão extra sobre o dedo do pé. Mais comumente, essa pressão é causada por sapatos muito apertados ou largos. Se você caminha com freqüência ou participa de corridas, até mesmo um sapato um pouco mais apertado pode causar esse problema. Algumas deformidades do pé ou dos dedos também podem colocar pressão extra no dedo.

Unhas que não são cortadas corretamente também podem causar o problema.

Quando as unhas dos pés são cortadas muito curtas ou as bordas são arredondadas em vez de cortadas retas, a unha pode virar e crescer para dentro da pele.
Visão ruim ou incapacidade física para alcançar o dedo do pé com facilidade, assim como unhas grossas, podem facilitar o corte inadequado das unhas.
Desprender ou separar os cantos das unhas também pode ocasionar uma unha encravada.

Algumas pessoas nascem com unhas curvadas e que tendem a crescer para baixo. Outras têm unhas muito grandes em relação aos dedos. Friccionar o dedo ou outras lesões também pode levar à unha encravada.

Tratamento de Unha encravada
Se você tiver diabetes, dano ao nervo da perna ou pé, má circulação sanguínea no pé ou infecção ao redor da unha, consulte o médico imediatamente. NÃO tente tratar o problema em casa.

Para tratar uma unha encravada em casa:

Deixe o pé em água morna 3 ou 4 vezes por dia, se possível. Mantenha o dedo seco.
Massageie cuidadosamente a pele inflamada.
Coloque um pedacinho de algodão ou fio dental sob a unha. Molhe o algodão com água ou antisséptico.
Você pode cortar a unha, se necessário. Ao cortar as unhas do pé:

Deixe o pé em água morna para amolecer a unha.
Use um cortador de unha limpo e afiado.
Corte as unhas retas. Não arredonde os cantos das unhas ou corte-as muito curtas. Não tente cortar a parte encravada da unha sozinho. Isso só vai piorar o problema.
Considere o uso de sandálias até que o problema seja sanado. Medicamentos sem receita colocados na unha encravada podem ajudar no alívio da dor, mas não tratam do problema.

Se isso não funcionar e a unha encravada piorar, consulte seu médico, um especialista em pés (podólogo) ou um especialista em pele (dermatologista).

Se a unha encravada não curar ou voltar a ocorrer, seu médico poderá remover parte da unha.

Um medicamento anestésico é injetado no dedo.
Usando uma tesoura, seu médico cortará a borda da unha onde a pele está crescendo por cima. Essa parte da unha é então removida. Esse procedimento é chamado de avulsão parcial da unha.
Serão necessários de 2 a 4 meses para que a unha cresça novamente.
Seu médico poderá usar um produto químico, material elétrico ou outro instrumento cirúrgico de corte para destruir ou remover a área sobre a qual a nova unha poderá crescer.

Se o dedo estiver infeccionado, seu médico poderá prescrever antibióticos.

Complicações possíveis
Em casos graves, a infecção pode se espalhar pelo dedo e chegar ao osso.

Prevenção
Use sapatos que sirvam. Sapatos usados todos os dias devem oferecer bastante espaço ao redor dos dedos. Sapatos usados para caminhar rapidamente ou correr devem ter bastante espaço também, mas não devem ficar largos.

Ao cortar as unhas do pé:

Deixe o pé água morna para amolecer a unha.
Use um cortador de unha limpo e afiado.
Corte as unhas retas. Não arredonde os cantos das unhas ou corte-as muito curtas.
Não desprenda ou separe as unhas.
Mantenha o pé limpo e seco. Indivíduos com diabetes devem fazer exames de rotina nos pés e cuidar das unhas.

Fonte: Minha Vida

Comentários