Dança e saúde - Reeducação alimentar

Hoje vou contar um pouco do meu processo de reeducação alimentar. Há alguns anos dando aulas, recém-casada, me vi com uma quantidade de quilos muito acima do ideal para minha saúde. Pode isso?! Nãoooooooooooooooooooo!
Muito difícil emagrecer.
No começo me sentia como uma dependente química, mas com comidas gordas!
Parecia que eu nunca iria conseguir e estava praticamente conformada com aquele corpo. Mas na verdade, ele não era meu e eu sofria com ele.

Foi aí que no meio do ano resolvi dançar a variação da Aspícia!
Percebi que:
não tinha fôlego e
não tinha roupa (porque minha roupa não cabia em mim)

Eu tinha duas opções:
Desistir de dançar ou emagrecer e conseguir!
Como todos os dias eu posto mensagens de auto ajuda, de dedicação, de força de vontade eu tinha (quase como obrigação) que tentar e me dedicar e não desistir.

Foi isso que eu fiz!

Nos primeiros dias precisei ser drástica.
Além de evitar frituras, doces, refrigerantes (continuo sem tomar), sucos, diminuir ao máximo carnes e gorduras saturadas, fui à academia correr na esteira e andar de bicicleta TODOS OS DIAS. De segunda a segunda.

Doía.
Chorava.
Mas era muito feliz quando me pesava! Nada como perder quilos e ser ver mais magra, alcançando objetivos.
Fui pondo metas e alcançando todas.
Muita alegria.
Troquei o prazer de comer gordices pelo prazer de subir na balança e estar mais magra.
Me peso todos os dias.

Hoje já estou comendo um pouco mais, mas sem fugir do planejamento alimentar.
Quem fez meu planejamento alimentar foi a Mariana Barreto - https://www.facebook.com/alimentaenutri

Agora me acostumei a comer pouco.
Não tenho mais tanta vontade de comer gorduras.
Me encho mais rápido.
Ah! Consegui entrar no meu vestido :) E dançar a variação (com ensaios também, é claro).


Se foram 12 quilos!
Eu digo que não estou magra que agora eu SOU MAGRA DE NOVO!
Perdi muitas roupas e isso é ótimo!

12 quilos a menos mais feliz!