Dieta e Nutrição - Por Danielle Fava

Olá bailarinos!
É com muita satisfação que começo essa coluna sobre Dança e Nutrição! Sou muito grata pelo convite da Dryelle e espero a cada semana poder trazer temas importantes para que nós, bailarinos, tenhamos boa saúde e bom desempenho por meio de uma alimentação saudável e, o mais importante, sem neuras!

Vou começar falando sobre a importância da nutrição nas modalidades de dança que, embora sejam uma linda expressão artística, também são atividades físicas que requerem muito desempenho físico. Em geral, começa-se a praticar na infância e na adolescência, mas atualmente muitos adultos também aderiram a essas modalidades.

Cada tipo de dança desenvolve aptidões físicas específicas que exigem dos bailarinos resistência muscular e esquelética, osteoarticular, flexibilidade, bom condicionamento cardiorrespiratório e uma composição corporal magra e esguia.

Porém, essas exigências podem levar os bailarinos ao desenvolvimento de transtornos de imagem e à comportamentos alimentares inadequados.  Geralmente no ballet clássico essa exigência é muito maior, sendo que os transtornos alimentares são muito mais frequentes em quem pratica essa modalidade. Com isso, muitas bailarinas acabam fazendo restrições alimentares e não se dão conta do risco que essa prática traz.

Um atleta de ponta come para treinar. E eles não são gordos! Eles possuem excelente forma física! Se o ballet tem essa característica de ser uma modalidade esportiva, porque a restrição alimentar é tão comum?

Precisamos lembrar que, assim como em qualquer esporte, o desempenho e recuperação são conseguidos com uma nutrição adequada. As restrições alimentares podem levar a alterações metabólicas que implicam na morfologia corporal, na saúde e na performance artística.
Dessa forma, um profissional de nutrição tem papel importante na saúde dos bailarinos. Ele pode te ajudar a manter uma alimentação adequada, sem restrições e que vai te ajudar a melhorar o seu desempenho nas aulas, nas competições e, além de tudo, ficar no peso adequado.
Gostou? Compartilhe com os outros bailarinos! Te encontro na próxima semana, quando falaremos sobre como se alimentar antes das aulas de ballet.


Quem sou?
Dra. Danielle Fava é nutricionista formada pela USP, pós-graduada em Saúde da Família e pós-graduanda em Fitoterapia e Suplementação em Nutrição Clínica e Esportiva. Também é bailarina em formação pelo Ballerium Studio de Dança Michelle Regina. Pratica ballet clássico, jazz, dança do ventre, lyrical, street jazz e stilleto.

Consultório: Rua Antonio de Oliveira, 323 - Chácara Santo Antônio
Tel: 11 2864-9253
e-mail: dradaniellefava@gmail.com
site: dradaniellefava.wix.com/nutricionista

Comentários

FALE COM O MUNDO BAILARINÍSTICO

Nome

E-mail *

Mensagem *