Não fazemos diagnósticos bailarinísticos

Como assim?
Parece óbvio, mas não é.



Recebo inúmeros e-mails pedindo dicas e adoro responder, na medida do possível, mas quando as dúvidas são relacionadas à dor, lesão, ou qualquer coisa parecida, a minha dica é sempre a mesma: procure um profissional da saúde.

Muitas das perguntas que recebo são relacionadas à saúde e seria muito irresponsável da minha parte indicar qualquer tipo de "tratamento" já que eu não tenho formação para isso. Apesar da minha formação como bailarina eu sou publicitária! E a grande maioria das perguntas precisam ser respondidas por médicos, ortopedistas, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e professores de educação física.

Em algumas dúvidas mais específicas, seria inclusive ainda mais indicado que esses profissionais fossem especialistas e tivessem conhecimento em dança, pois sabemos que bailarinos ter lá suas particularidades e alguns problemas são bem nossos, pois usamos nosso corpo de uma maneira específica, diferente de outros corpos.

As pessoas querem saber em quanto tempo elas podem voltar a dançar; elas acham que o tempo do médico é muito grande; elas têm medo de não voltarem a dançar mais, entre outras dúvidas, mas com saúde não se brinca e não há muito o que fazer.

Então, em casos de dúvidas menores, pergunte ao seu professor de ballet e em casos de dúvidas maiores, visite um médico!