Lesões no ballet - Fatores de risco e incidência de lesões

Virou e mexeu bailarinos (as) estão lesionados né. Já falamos algumas vezes aqui de como evitar lesões, prevenção e tratamentos (claro que são dicas, mas em caso de lesões, procure um médico). Hoje estamos apresentando fatores de risco e incidência de lesões, segundo o Dr. Lucas Nogueira Mendes.



Os diferentes tipos de lesões podem guardar relação importante com o nível de aprendizado em que o bailarino se encontra.
Podemos encontrar 2 diferentes grupos de lesões entre os praticantes de ballet, as lesões agudas como um entorse, queda, choque com outro bailarino e etc e as lesões crônicas geralmente causadas por má técnica ou overuse.

Entre os fatores de risco de lesões estão:
- inicio precoce da atividade Anthony e Margherita (1994)
- baixo peso Barbosa et al (1987)
- chão inadequado Anthony e Margherita (1994) e Hall (1991)
- falha do equipamento Bertoni (1992)
- Erro de técnica Matus Jiménez e Pérez Domíngues (1999)
- Treino excessivo Barradas et al (1993)
- Mal condicionamento Ramos et al (1995)

Incidência de Lesões:
Em um estudo realizado em São Paulo, com 33 bailarinos sendo 30 mulheres e 3 homens com idades de 12 a 29 anos (M=18,36) encontramos:
Articulações: Tornozelo (75%), Joelho (63%) e Pé (51%)
Grupos Musculares: Virilha (54%), posterior de coxa (45%) e panturrilha (30%)
Lesões mais comuns: Entorse de tornozelo (66%), Distensão virilha (48%) e Tendinites (39%).

A lesão que comumente acomete o quadril dos bailarinos é o estiramento ou distensão dos adutores do quadril, causado por não aquecimento adequado das estruturas e/ ou alongamento excessivo em exercícios para aumentar a amplitude de movimento. Outra possibilidade é a bursite subtroncantérica causada pela flexibilidade inadequada ou assimetria da faixa iliotibial ou tensor da fascia lata, o sinal clínico é dor lateral do quadril. Ainda no quadril pode ocorrer tendinite por sobrecarga do rotador ou dos adutores, pinçamento de iliopsoas e irritação do piriforme. Quando se avalia uma patologia no quadril é importante avaliar toda a coluna lombar, pois mobilidade limitada no quadril resulta em aumento da tensão da coluna e vice-versa.

A coluna lombar é freqüentemente solicitada em extensão, esse movimento é de extrema força e causa grande tensão nos ossos, ligamentos e estruturas musculares da parte posterior. Falta de mobilidade, força ou resistência pode resultar em dano significante.

Os bailarinos possuem uma alta incidência de lesões no joelho, porém a natureza e o tipo dessas lesões se diferem daquelas sofridas por atletas de outras atividades esportivas. No caso do ballet clássico os fatores que causam lesões são as forças aplicadas no joelho quando o quadril está em rotação lateral.
s.